Nível do Sistema Cantareira fica estável em 13,3%

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 03/04/2014 12:01

Agência Estado

São Paulo, 03 - O índice que mede o volume de água armazenado nos reservatórios do sistema Cantareira ficou estável em 13,3% nesta quinta-feira, 3, mesmo nível apresentado ontem. Segundo dados da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp), a marca é a pior já registrada desde o início da operação do sistema, em 1974. Há um ano, as reservas contavam com 61,9% da sua capacidade total.

O volume de chuvas acumulado sobre a região do Cantareira nos três primeiros dias do mês soma 20,5 milímetros, o equivalente a 23% da média histórica para abril, de 89,3 milímetros. Mesmo que as chuvas fiquem dentro da média, o volume previsto para o período seco, que vai até outubro, não será suficiente para recuperar os níveis dos reservatórios.

Ontem, em entrevista ao Broadcast, o superintendente de Planejamento de Recursos Hídricos da Agência Nacional de Águas (ANA), Sérgio Ayrimoraes, afirmou que a reguladora federal classifica como "vulnerável" a relação entre a oferta e a demanda de água da Região Metropolitana de São Paulo (RMSP) desde 2010. "As cidades em situação mais vulnerável são aquelas que necessitam de investimentos em disponibilidade hídrica, porque os mananciais que existem não possuem garantia de segurança hídrica para suprir o abastecimento", explicou.

Questionado sobre a possibilidade da atual crise de abastecimento de água ser resultado da falta de planejamento e de investimento do governo estadual e da Sabesp, o representante da ANA respondeu que "ão podemos descartar a singularidade do período hidrológico que estamos enfrentando, no entanto, a situação acentua a necessidade de se ter antecipado o planejamento"
Comentários O comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.