Moradores do Cantagalo protestam após duas pessoas serem baleadas

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 02/04/2014 13:30

Agência Estado

Um protesto de moradores do Morro do Cantagalo, em Ipanema, zona sul do Rio, fechou por 25 minutos, das 9 às 9h25, o acesso à Rua Teixeira de Melo da Estação General Osório, do metrô, por medida de segurança. A manifestação começou depois que dois moradores da comunidade foram baleados no Beco do Mituca, no alto do morro, por um homem que teria passado de moto. Os moradores acusam um policial militar de ter sido o autor dos disparos. Os dois feridos foram encaminhados para o Hospital Miguel Couto, na Gávea, zona sul da cidade.

Durante o protesto, os moradores atearam fogo a caçambas de lixo e interromperam o tráfego de veículos na Rua Teixeira de Melo. Os bombeiros foram acionados para apagar o fogo. O Cantagalo tem uma Unidade de Polícia Pacificadora (UPP).

De acordo com a Coordenadoria de Polícia Pacificadora (CPP), por volta das 7h30 de hoje, duas pessoas foram feridas por disparos de arma de fogo no Beco do Mituca, na comunidade do Cantagalo. O autor do disparo fugiu. Policiais da UPP do Pavão-Pavãozinho/Cantagalo foram chamados por moradores da comunidade para prestar socorro às vítimas. Elas foram encaminhadas ao Hospital Municipal Miguel Couto. Um grupo de moradores iniciou um protesto, que foi acompanhado pelos policiais.

O policiamento nas ruas que dão acesso ao morro está reforçado por homens do 23º Batalhão de Polícia Militar (Leblon). Um homem foi detido por policiais da UPP após incitar moradores e incendiar lixeiras no interior da comunidade. Ele foi encaminhado para a 13ª DP (Ipanema).
Tags:
Comentários O comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.