Mulheres organizam 'rolezinho' contra o machismo em SP

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 02/04/2014 11:07 / atualizado em 02/04/2014 11:45

Agência Estado

Reprodução Internet / Facebook.com
Um grupo de mulheres está se organizando para protestar contra o machismo em São Paulo. Marcado para as 16 horas, na Estação de Metrô da Sé, no centro da capital paulista, o ato "Rolezinho contra as encoxadas" vai reivindicar segurança no transporte público e defender que nenhuma mulher merece ser estuprada, agredida ou assediada.

Mulheres de todo o País organizaram protestos após a divulgação, na semana passada, de uma pesquisa do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) que mostra que 65% dos brasileiros acham que mulher que mostra o corpo merece ser estuprada. Nas redes sociais, elas usaram as hashtags #EuNãoMereçoSerEstuprada e #NenhumaMulherMereceSerEstuprada.

Também nas últimas semanas vieram à tona vários casos de mulheres que foram molestadas nas estações de Metrô de São Paulo. Uma inserção publicitária na Rádio Transamérica do Metrô causou polêmica porque o locutor afirmava que "trem lotado é bom para xavecar a mulherada". O protesto está marcado para as 16h na estação, com concentração é na Praça da Sé.

"Nós, mulheres, jovens, trabalhadoras, não aceitamos que sejamos tratadas assim. Exigimos o nosso direito de livre transitar com segurança e qualidade. Exigimos nosso direito de sermos respeitadas independente das roupas que usarmos", afirmam as organizadoras do ato.

No Rio de Janeiro, está programado um protesto no domingo, 6, em frente ao Posto 6 de Copacabana. O evento é denominado "Ato dos 35" porque, de acordo com os organizadores, representa os 35% que não concordam com o resultado da pesquisa do Ipea que mostra que 65% merecem ser estupradas.
Tags: