Mostra de filmes em SP retrata infância e educação

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 31/03/2014 15:01

Agência Estado

São Paulo, 31 - Infância e educação. Esse é o tema da mostra Ciranda de Filmes, que começa nesta segunda-feira, 31, e vai até quinta-feira, 3, no Cine Livraria Cultura, em São Paulo. Ao todo, foram reunidos 35 filmes entre curta e longa metragens de diferentes países, que retratam processos educativos transformadores e tem as crianças como foco.

De acordo com a curadora da Ciranda Filmes, Fernanda Heinz Figueiredo, a mostra traz experiências bem-sucedidas de educação e coloca a infância no centro do debate. "Aqui a criança tem lugar central na seleção dos filmes, sendo o fio condutor para uma tentativa de resgate interno, uma oportunidade para deixar de lado a visão adultocêntrica e mergulhar no universo infantil, desde o seu nascimento", analisa, lembrando que esta é a primeira mostra de cinema com foco em educação e infância realizada no País.

A coordenadora de educação do Instituto Alana, Ana Claudia Arruda Leite, uma das organizadoras da mostra, lembra que a educação retratada nos filmes extrapola os muros da escola. "Há vários modos de aprender. A educação acontece em vários tempos, em vários espaços, com diferentes atores. É importante alargar esse processo", afirma. Dessa forma, Ana Claudia considera que o caminho para dialogar com o público de educadores, pais, psicólogos e pedagogos é mais amplo. "A cidade é educadora. Não adianta só recorrer a livros, cursos e seminários, mas a lugares que estimulem experiências que são transformadoras", diz.

Filmes.

Na abertura, que ocorre nesta segunda-feira, haverá a pré-estreia do documentário Tarja Branca, de Cacau Rhoden, enquanto no encerramento, dia 3 de abril, será lançado o filme Sementes do Nosso Quintal, de Fernanda Heinz Figueiredo. Outro destaque é o lançamento do filme americano da década de 50, ainda inédito no Brasil, O Pequeno Fugitivo, dirigido por Ray Ashley e Morris Engel, citado por François Truffaut como um dos inspiradores da Nouvelle Vague.

O evento terá apresentações dos artistas Antônio Nóbrega, na abertura, e Tião Carvalho, no encerramento. A mostra contará com rodas de conversa com educadores e cineastas que vão debater sobre os temas nascimento, infância e educação, que permeiam os filmes. A programação pode ser conferida no site: www.cirandadefilmes.com.br.
Comentários O comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.