Ação antidrogas da polícia prende 92 na Baixada Santista

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 28/03/2014 18:31

Agência Estado

Santos, 28 - Um laboratório de drogas foi desativado em Cubatão e 92 pessoas foram presas na madrugada desta sexta-feira, 28, durante operação desencadeada pela Polícia Civil para reprimir o tráfico de entorpecentes na Baixada Santista e litoral sul. Segundo informou o diretor do Departamento de Polícia Judiciária do Interior (Deinter 6), Aldo Galiano Júnior, as prisões resultaram de um trabalho de investigação e inteligência que vem sendo feito já há algum tempo pela Polícia Civil, a fim de capturar foragidos da Justiça, combater o tráfico de drogas e reprimir os crimes contra o patrimônio - como roubos e furtos, além de homicídios e latrocínios.

Mais de 200 policiais civis e 87 viaturas foram recrutados para a ação, que começou à meia-noite de quinta-feira e só terminou às 9h de ontem. Do total de 92 detidos, 82 são adultos e dez adolescentes, sendo que 37 prisões foram feitas em flagrante. Um dos flagrantes que mais chamou atenção foi o da localização de um laboratório de drogas, que vinha funcionando na favela da Vila Esperança, em Cubatão. Dois homens e uma mulher foram detidos em um galpão, quando a Polícia buscava informações sobre o tráfico naquela região. No local, foram apreendidos 2.278 pinos de cocaína, três tijolos de pasta base da droga, 846 pedras de crack e 28 tabletes de maconha. Também foram localizados materiais utilizados para o preparo dos entorpecentes, como uma balança de precisão, liquidificadores e embalagens para o armazenamento da droga.

A operação se estendeu até os municípios de Mongaguá e Itanhaém. Dois homens foram flagrados vendendo drogas na Avenida Ana Seckler Malaco. Com a dupla, foram apreendidas 1.240 pedras de crack, 752 porções de maconha e 457 pinos de cocaína. Já em Itanhaém, três homens foram presos no bairro Guapurá, por tráfico. A equipe da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) flagrou um rapaz de 28 anos com 461 porções de crack, cocaína e maconha. No mesmo conjunto residencial, mas em outro bloco, foram presos outros dois rapazes com 560 porções de entorpecentes.
Comentários O comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.