15°/ 22°
Belo Horizonte,
21/AGO/2014
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Ataques a UPPs deixam pelo menos 5 baleados no Rio

Agência Estado

Publicação: 21/03/2014 18:49 Atualização:

Rio, 21 - Pelo menos seis pessoas foram feridas, cinco delas baleadas, durante a onda de ataques de traficantes a quatro Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) na zona norte do Rio, na noite de quinta-feira, 20. Entre os baleados está o capitão Gabriel Toledo, comandante da UPP Manguinhos. Tudo começou por volta das 17h30, quando PMs da UPP Manguinhos entraram em choque com um grupo de pessoas que voltou a ocupar imóveis na Avenida Leopoldo Bulhões que já haviam sido esvaziados para a continuidade das obras de reurbanização da comunidade.

Depois de retirados, os manifestantes seguiram para a vizinha Favela do Mandela, onde atacaram PMs com pedras. Aproveitando-se da confusão, traficantes arremessaram coquetéis molotov em cinco contêineres e duas viaturas da UPP (uma picape Nissan e um Logan), que pegaram fogo e ficaram completamente destruídas. O soldado Ramos foi ferido por um pedrada na cabeça. Levado ao Hospital Getúlio Vargas, foi medicado e liberado.

Ao mesmo tempo, em Manguinhos, PMs se depararam com um "bonde" de traficantes do Comando Vermelho que havia saído da Vila Kennedy (em Bangu, zona oeste), recentemente ocupada para futura instalação da 38ª UPP. Os bandidos estavam em três vans. Eles se encontrariam com comparsas de Manguinhos (ligados à mesma facção) para invadirem o Morro dos Macacos, em Vila Isabel, controlado pela facção rival ADA. O "bonde" atirou contra os PMs, que revidaram. Houve intensa troca de tiros.

Foi nesse confronto que o comandante da UPP foi baleado na virilha. Ele foi levado ao Hospital Federal de Bonsucesso, e depois transferido para o Hospital Central da PM. O oficial foi operado e passa bem. Após o tiroteio, dois homens baleados, que seriam moradores de Manguinhos, deram entrada no Hospital Salgado Filho. Valdeir Nunes Souza, de 51 anos, ferido na coxa esquerda; e Robson Evangelista Cristovão, de 36, atingido na perna direita. Outras duas pessoas baleadas deram entrada na UPA de Manguinhos: Anderson Barros de Barros, de 19 anos, atingido nas costas, e Carlos Alberto Silva Junior, de 20, ferido no peito. Ele foi transferido para Hospital Federal de Bonsucesso.

Para se aproveitar da confusão em Manguinhos e na vizinha Mandela, traficantes do Comando Vermelho decidiram atacar a tiros outras duas UPPs em favelas controladas pela facção: Camarista Méier (no Complexo do Lins) e Nova Brasília (Complexo do Alemão). Houve confronto com policiais, mas sem registro de feridos. Ninguém foi preso. Na Camarista Méier, um ônibus foi incendiado.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Envie sua história efaça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.