Polícia vai transferir presos para presídios, diz Grella

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 20/03/2014 13:31

Agência Estado

Rio, 20 - O secretário de Segurança Pública de São Paulo, Fernando Grella Vieira, disse na manhã desta quinta-feira, 20 que, enquanto durar a greve dos agentes penitenciários, a polícia vai realizar a transferência de presos das carceragens das delegacias para presídios administrados pela Secretaria de Administração Penitenciária (SAP).

Segundo ele, as oito delegacias de trânsito da capital têm 276 vagas e chegaram a abrigar 756 pessoas. "Já estamos equacionando isso: em conjunto com a SAP montamos um esquema que vai permitir a inclusão de parte desses presos, que são condenados e foram recapturados, e a parte que ainda são presos processuais, que respondem a processos. Ontem mesmo tivemos uma reunião conjunta (Polícia Civil, Polícia Militar e SAP). Algumas medidas já estão sendo implementadas a partir de hoje, e elas tendem a reverter esse quadro nos próximos dias. Mas está sobre controle", afirmou o secretário, após participar do seminário "Diálogos de Segurança Cidadã", promovido pelo Instituto Igarapé, na zona sul do Rio de Janeiro.

De acordo com Grella, a superlotação das delegacias deve ser resolvida em uma semana. "Nós esperamos que (o problema seja solucionado) o mais rápido possível. Não é uma coisa que se regularize em um ou dois dias, mas acredito que em uma semana nós teremos condições de ter a situação normalizada", afirmou. O secretário disse ainda que a Procuradoria Geral do Estado vai cobrar o pagamento da multa diária imposta pela Justiça ao Sindicato dos Agentes Penitenciários em virtude do descumprimento da decisão para que retornem ao trabalho.
Comentários O comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.