Sabesp descarta racionamento no interior e litoral

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 20/03/2014 13:19

Agência Estado

Campos do Jordão, 20 - O diretor de Sistemas Regionais da Sabesp, Luiz Paulo de Almeida Neto, descartou nesta quinta-feira, 20, o racionamento de água no interior e litoral do Estado. Após participar do 58º Congresso Estadual de Municípios, ele garantiu que não haverá necessidade de racionamento nessas localidades coordenadas por sua diretoria.

"Operamos no interior e litoral do Estado 326 municípios, tivemos uma seca intensa. Não houve falta d'água em nenhum município operado pela Sabesp. Temos ações em curso e o racionamento (interior e litoral) está descartado porque temos abastecimento pleno em todas essas cidades, mesmo nesse período crítico", disse Almeida Neto.

Segundo ele, as medidas de integração de bacias anunciadas na quarta-feira, 19, pelo governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), são benéficas para a segurança hídrica. "É uma questão recente colocada pelo governador, mas ele tem feito todos os esclarecimentos e creio que vai beneficiar a todos, inclusive o Vale do Paraíba."

Segundo ele, apesar das críticas, a Sabesp está conseguindo enfrentar a crise de falta de chuvas. "O registro do Cantareira (sistema) é assim, é a seca mais forte dos últimos 84 anos e a Sabesp está administrando muito bem essa situação porque tem feito as ações emergenciais para suprir a cidade de São Paulo e toda Grande São Paulo."

O diretor reiterou que a Sabesp tem conseguido abastecer a cidade e acredita que as críticas que a empresa tem recebido vêm em função do ano eleitoral. "Ela tem conseguido dirigir as ações para manter o abastecimento."
Comentários O comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.