18°/ 33°
Belo Horizonte,
17/SET/2014
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Walmart retira leite Parmalat e Líder de loja no PR e SP

Agência Estado

Publicação: 19/03/2014 20:31 Atualização:

Porto Alegre, 19 - O Walmart Brasil confirmou nesta quarta-feira, 19, que retirou da área de venda de suas lojas nos Estados do Paraná e São Paulo os leites das marcas Parmalat e Líder. A empresa afirmou que a medida é preventiva e segue sua política de segurança alimentar. A decisão tem conexões com a fraude do leite revelada na sexta-feira passada pelo Ministério Público do Rio Grande do Sul.

Ao mesmo tempo, o promotor de Justiça Alcindo Luz Bastos da Silva Filho disse, em Porto Alegre, que a o Ministério Público pode pedir à Justiça a retirada de todos os volumes do leite UHT Parmalat e Líder que estiverem no mercado enquanto a LBR Lácteos, detentora das duas marcas, não esclarecer quais lotes não devem ser consumidos.

A suspeita de que o leite adulterado tenha sido comercializado além do Paraná e São Paulo foi reforçada pela entrega ao Ministério Público, por um consumidor, de uma caixinha embalada em Guaratinguetá (SP) no dia 13 de fevereiro e adquirida em um supermercado do Rio Grande do Sul. O promotor recomendou aos consumidores gaúchos que evitem consumir o leite das duas marcas com data de fabricação de 13 e 14 de fevereiro.

Segundo o Ministério Público, a empresa não informou quais lotes tiveram origem no leite cru que saiu do entreposto Rei do Sul, de Condor (RS), onde fiscalização do Ministério da Agricultura encontrou 12 amostras com presença de formol, substância considerada cancerígena, em fevereiro.

Investigação

A investigação feita pelas promotorias especializadas Criminal e de Defesa do Consumidor descobriu que no trajeto das propriedades rurais à unidade da LBR Lácteos em Tapejara alguns carregamentos de leite sofriam adição de água, para aumentar o volume, e de ureia, para compensar a perda nutricional e driblar algumas análises. Foram cumpridos mandados de busca e apreensão de materiais e documentos em duas residências, duas cooperativas e quatro empresas. O dono de um posto de resfriamento de Condor foi preso.

O Ministério Público também revelou que o Ministério da Agricultura (Mapa) já havia rastreado 299 mil litros enviados para processamento na unidade da LBR em Lobato (PR) e Guaratinguetá (SP). Na etapa seguinte, a empresa distribuiu 199 mil litros de leite UHT com a marca Líder, no Paraná, e 100 mil litros com a marca Parmalat, em São Paulo.

O Mapa revelou ter determinado o recall dos produtos. Em nota distribuída ainda na sexta-feira, a LBR assegurou que submeteu o leite a análises internas e externas, que atestaram a qualidade do produto. Mesmo assim, revelou que recolheu o leite que ainda estava no mercado e, com isso, afirmou que "cumpriu com todos os procedimentos exigidos pela legislação e observou as cautelas aplicáveis ao caso". Como recall envolveria a notificação aos consumidores para que devolvessem pacotes que tivessem em casa, o Mapa ressalva que não pode afirmar que todo o leite (dos lotes em questão) tenha sido recolhido.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Envie sua história efaça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.