Saúde cancela registros de dois cubanos desligados do Mais Médicos

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 13/03/2014 12:13

Agência Brasil

Portaria do Ministério da Saúde publicada nesta quinta-feira no Diário Oficial da União cancela os registros de dois profissionais cubanos que foram desligados do Programa Mais Médicos. Ambos estavam lotados no município de Medicilândia (PA). Com o cancelamento do registro, eles ficam impedidos de exercer medicina no Brasil até que revalidem o diploma. No total, 114 médicos já foram desligados do programa.

O último balanço do governo indica que 9.425 profissionais integram o Mais Médicos, distribuídos em 3.241 cidades e 32 distritos indígenas. O programa, segundo a pasta, atinge quase 33 milhões de brasileiros e contempla mais de 70% da demanda por médicos apontada pelos municípios.

Lançado em julho do ano passado pela presidenta Dilma Rousseff, o Mais Médicos tem como objetivo aperfeiçoar a formação de médicos na Atenção Básica, ampliar o número de médicos nas regiões carentes do país e acelerar os investimentos em infraestrutura nos hospitais e unidades de saúde.

Os profissionais do programa recebem bolsa formação de R$ 10,4 mil por mês e ajuda de custo pagas pelo Ministério da Saúde. Em contrapartida, os municípios ficam responsáveis por garantir alimentação e moradia aos participantes.
Tags:
Comentários O comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.