Apesar das chuvas, cidades de SP mantêm racionamento

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 11/03/2014 19:19

Agência Estado

Sorocaba, 11 - Apesar da volta das chuvas, pelo menos sete cidades do interior de São Paulo continuam racionando água. Em Itu, região de Sorocaba, o racionamento começou há 40 dias e nesse período foi ampliado, com alguns bairros ficando até dois dias sem água. De acordo com a empresa de abastecimento, as chuvas estão sendo insuficientes para recuperar os mananciais. Não há previsão de suspensão na medida. No município de Pereiras, com a suspensão da captação no Ribeirão das Conchas por causa da seca, a água retirada de poços artesianos chega às torneiras somente durante a noite.

A população de Valinhos, na região de Campinas, pode conviver com o racionamento até outubro. Houve redução de 20% no consumo, mas o nível dos mananciais ainda preocupa. O fornecimento é cortado duas vezes por semana, em forma de rodízio, por 18 horas. Em Vinhedo, o fornecimento de água é suspenso diariamente por um período de quatro horas. No município de Santo Antonio da Posse, as chuvas não melhoraram a vazão do Rio Camanducaia e a distribuição é suspensa das 7 às 16 horas.

Cosmópolis também manteve o racionamento, apesar da melhoria nas condições do abastecimento. Em São Pedro, o Rio Pinheiros, que abastece a maior parte da cidade, continua com o nível baixo. Com a pouca chuva, o racionamento prossegue das 13 às 17 horas. Em Salto, o racionamento foi suspenso em razão das chuvas, mas a retomada da medida não está descartada. O município está em situação de emergência em razão do risco de faltar água.
Comentários O comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.