Estudante morta pela sogra é velada; mulher e filho serão enterrados em SP

Mariana foi morta a tiros pela médica Elaine Moreira Munhoz, segundo a polícia. Ela depois matou o filho, estudante de medicina

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 08/03/2014 13:37 / atualizado em 08/03/2014 14:50

Estado de Minas , Agência Estado

Reprodução Internet/Facebook


Estão sendo velados na tarde deste sábado os corpos da estudante de medicina Mariana Marques Rodella, de 25 anos, da sogra dela, a médica Elaine Moreira Munhoz, de 56 anos e o filho, o estudante de medicina Giuliano Munhoz Landini, de 25, encontrados mortos em um apartamento na City Lapa, zona oeste de São Paulo. Segundo a polícia, a médica assassinou a nora, o filho e se matou em seguida.

O corpo de Mariana está sendo velado na Igreja Santa Teresa, em São José do Rio Pardo. A vítima era sobrinha do ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Mauro Luiz Campbell Marques e filha de médicos do interior paulista.

O corpo chegou à cidade, onde mora os pais da estudante, o cardiologista Mário Rodella Júnior e a pediatra Viviane Estrela Marques Rodella, por volta das 10h deste sábado. A família pediu para que a imprensa não acompanhe o velório. O local e o horário do enterro não foram divulgados.  Elaine e Giuliano serão sepultados no Cemitério do Morumby, na capital paulista, por volta das 16h30 deste sábado.

 ENTENDA O CASO Mariana foi morta a tiros pela sogra,  segundo a polícia. Ela depois matou o filho e cometeu suicídio. Conforme a polícia, a mãe não aprovava o namoro do filho com Mariana, natural de São José do Rio Pardo, e estava deprimida.  Vizinhos relataram que a mãe brigava constantemente com o filho, porque não queria que ele se casasse. Giuliano estava no 5º ano de Medicina da Santa Casa. A namorada estudava na Universidade de Santo Amaro.
Tags:
Comentários O comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.