/ 22°
Belo Horizonte,
01/AGO/2014
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Ronaldo e Caymmi são os grandes homenageados no segundo dia em São Paulo A passagem do jogador pelo sambódromo, homenageado pela Gaviões da Fiel, levantou o público nas arquibancadas
  • Notícia
  • Foto

Estado de Minas

Publicação: 02/03/2014 08:11 Atualização: 02/03/2014 08:47

No 2º dia, o mau tempo deu uma trégua e as escolas cumpriram o tempo (AFP PHOTO / Miguel SCHINCARIOL )
No 2º dia, o mau tempo deu uma trégua e as escolas cumpriram o tempo

A segunda noite de desfiles das escolas de samba de São Paulo foi marcada pelas homenagens a duas grandes personalidades brasileiras. O samba-enredo da Gaviões da Fiel foi inspirado na vida do craque Ronaldo Fenômeno, enquanto a Águia de Ouro prestou suas homenagens ao violonista, pintor e ator Dorival Caymmi.

Veja fotos do desfile de todas as escolas

Se o primeiro dia foi marcado pela forte chuva e até o granizo que caiu no sambódromo do Anhembi, na noite de sábado para domingo o mau tempo deu uma trégua. As sete escolas desfilaram sem enfrentar contratempos e cumpriram com o tempo determinado. No ano passado, a Águia de Ouro havia sido penalizada por ultrapassar o período máximo da apresentação e por isso, ficou atenta ao relógio este ano.

Quem abriu o segundo dia foi a agremiação da Vila Madalena, Pérola Negra, com o samba-enredo "Caminhos segui, lugar encontrei... Pérola Negra, a suprema felicidade!". A escola encerrou o desfile em 64 minutos, bem próximo do limite, de 65, mas conseguiu levantar a torcida e agitar a plateia.

Homenageado da noite, Ronaldo não conteve as lágrimas ao final do desfile (REUTERS/Paulo Whitaker)
Homenageado da noite, Ronaldo não conteve as lágrimas ao final do desfile
A passagem do jogador de futebol Ronaldo pelo sambódromo, homenageado pela Gaviões da Fiel, levantou o público nas arquibancadas. O desfile relembrou a trajetória do atleta, desde sua infância pobre até o sucesso nos campos de futebol. Ao fim do desfile, o craque foi recebido por muita festa e não conteve as lágrimas.

Com carros imponentes, fantasias luxuosas e passistas muito empolgados, a Mocidade Alegre foi a terceira escola a se apresentar e mostrou-se como mais uma das favoritas do carnaval deste ano em São Paulo. Atual bicampeã, a escola apostou no enredo sobre a fé para conquistar o tricampeonato.

A quarta escola a entrar no Anhembi foi a Nenê da Vila Matilde, que se destacou pelas histórias de superação. Na ala brinco de ouro, uma moça que tem uma das pernas amputadas sambou com o apoio de uma muleta por toda a avenida. O enredos sobre paixões proibidas conseguiu manter o público animado.

Homenageando Caymmi, a Águia de Ouro decorou o Anhembi com chuva de papel picado e apostou em coreografias e arranjos de bateria para conquistar a plateia. Agradou o público e também o presidente da escola, que acredita ter feito um desfile superior ao do ano passado.

A penúltima escola a desfilar foi a Império de Casa Verde, que conseguiu animar os foliões mesmo às 4 horas da madrugada. O desfile fez um apelo em prol da sustentabilidade.

E ao invés de lamentar o público já reduzido, comum para a última escola a se apresentar na noite, a Acadêmicos do Tatuapé agradeceu quem aguentou até o final. A escola cantou a história de São Jorge.

Com o desfile da Tatuapé, fica encerrado o desfile das escolas de samba de São Paulo. A apuração será na próxima terça-feira, 4, quando os brasileiros saberão quem será a grande campeã.

Com informações da Agência Estado
Tags:

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Envie sua história efaça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.