Encontro de blocos congestiona Pinheiros

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 01/03/2014 21:37

Agência Estado

São Paulo, 01 - Um encontro de blocos parou o trânsito de Pinheiros, na zona oeste, por mais de duas horas no fim da tarde de ontem. Na Rua Cardeal Arcoverde, carro e até um ônibus deram ré e andaram na contramão para tentar fugir do congestionamento. Segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), o encontro dos dois grupos não estava programado.

O Bloco Bastardo, que saiu às 17h da Rua Lisboa, encontrou o Jegue Elétrico, que teve concentração na João Moura, a um quarteirão de distância. O congestionamento também afetou a Rua Teodoro Sampaio, paralela à Cardeal Arcoverde.

A cabeleireira Maria Heleonora, de 53 anos, disse que ficou parada no congestionamento por mais de duas horas. "Nem a CET sabia o que fazer. Um agente disse que eu tinha de esperar, não tinha alternativa." Ana Helisa Castro, que estava com uma criança no carro, deu marcha à ré, depois de esperar quase duas horas. "É um absurdo uma região de hospital (das Clínicas) como essa ficar desse jeito." Até a PM foi chamada ao local.

O Bastardo e o Jegue Elétrico não foram os únicos blocos na zona oeste. No viaduto da Estação Sumaré da Linha 2-Verde do Metrô, a concentração do João Capota na Alves reuniu cerca de 300 pessoas - muitas famílias e a maioria fantasiada. O grupo percorreu a Rua Oscar Freire, Rua Arthur de Azevedo e Rua João Moura.

Na Rua Oscar Freire, o trânsito ficou bloqueado. Os organizadores haviam garantido que a própria população local ajuda e participa. "É um bloco familiar, para adultos e crianças", afirmou a atriz Akexandra da Matta, uma das organizadoras.

O técnico ambiental Diego Melo, de 29 anos, levou a filha Nina, de 2. "Ela veio pela primeira vez na barriga da mãe dela."
Comentários O comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.