17°/ 31°
Belo Horizonte,
01/NOV/2014
  • (1) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Espanha, Itália e Austrália alertam turista sobre sequestro relâmpago no DF Os governos francês e americano também tem recomendações específicas sobre esse tipo de crime na capital federal

Étore Medeiros

Publicação: 27/02/2014 08:21 Atualização:

Além de uma preocupação cotidiana para a população do Distrito Federal, os sequestros relâmpagos são vistos como problema também por governos estrangeiros, que alertam turistas que pretendem visitar Brasília. Além da França, os Estados Unidos, a Espanha, a Itália e a Austrália são outros países a recomendarem cuidado com o crime na capital federal. As informações estão contidas em longas listas de condutas de segurança sobre vários países.

Saiba mais...
Americanos e espanhóis lembram que os sequestros relâmpagos podem ocorrer a qualquer hora, em qualquer local. Italianos ressaltam que nem nos bairros de classe média-alta se está a salvo do risco. As manifestações de rua também são lembradas como potenciais riscos aos viajantes, e a dengue aparece na lista de problemas da cidade.

Neio Campos, diretor do Centro de Excelência em Turismo da Universidade de Brasília, ressalta “a importância de se ter uma mensagem de segurança, de informação, mas jamais preconceituosa”. Segundo ele, decisões como a vinda para a Copa do Mundo não são tomadas de uma hora para a outra. “Eles podem ter um medo ou precaução maior, mas isso não afeta a decisão de viagem”, aposta.

As embaixadas dos cinco países foram procuradas, mas, como funcionam em horário reduzido, nenhum contato foi possível. A respeito da reportagem do Correio de ontem, acerca das recomendações de segurança emitidas pela França, a representação do país informou que os alertas não são somente sobre o Brasil e visam alertar “um público pouco familiarizado com os modos de vida e usos dos países evocados”.

Recomendações
Veja as orientações de governos estrangeiros para turistas que visitam a capital federal.

Estados Unidos
» Cuidado com os sequestros relâmpagos, que podem acontecer a qualquer hora e em qualquer lugar e têm aumentado “dramaticamente” nos últimos dois anos. A Rodoviária do Plano Piloto é uma área “particularmente perigosa, especialmente à noite”, frequentada por traficantes e usuários. Funcionários do governo dos EUA são proibidos de irem a algumas regiões administrativas durante a noite. Em caso de manifestações, o cidadão americano deve permanecer em casa, de portas e janelas fechadas.

Espanha
» Embora seja classificada como zona de risco médio, Brasília é lembrada pelos sequestros relâmpagos, o crime mais comum no DF. Cuidado com a periferia, onde os índices de criminalidade são mais
elevados. A dengue também é lembrada, inclusive a variante hemorrágica da doença.

Austrália
» A preocupação com os sequestros relâmpagos deve existir não só em Brasília, mas no Rio de Janeiro, em São Paulo, em Salvador e no Recife. Outra recomendação é evitar participar de manifestações, que podem descambar para a violência, além de interromper o transporte público e privado.

Itália
» Brasília aparece logo depois do Rio de Janeiro e do Nordeste como locais onde se deve tomar cuidado com a dengue. Quanto às medidas de segurança, o alerta é para os sequestros relâmpagos, frequentes mesmo em bairros de classe média e média-alta de todo o país.
Tags:

Esta matéria tem: (1) comentários

Autor: Joaquim Souza
Olá assalariados como eu. Estão certos, embora lá também há crimes que eles não divulgam. Isso envergonha o trabalhador honesto que paga seus impostos em dia. Brasileiro lá fora é visto com desconfiança. Não tenho vergonha de ser brasileiro, mas sim de ser governado por corruptos e bandidos diversos. | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Envie sua história efaça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.