19°/ 31°
Belo Horizonte,
02/OUT/2014
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Apresentadora de TV é presa por forjar o próprio sequestro em Goiás Mulher admite que objetivo era chamar a atenção do ex-namorado

Agência Estado

Publicação: 21/02/2014 17:37 Atualização: 21/02/2014 18:25

Erika Morais em vídeo em que promove seu programa de TV na internet (Reprodução/Youtube)
Erika Morais em vídeo em que promove seu programa de TV na internet

Uma apresentadora de um canal fechado de televisão, proprietária de uma clínica de estética, mobilizou 20 viaturas policiais e cerca de 40 policiais de diferentes divisas ao forjar o próprio sequestro e pedir ajuda através de mensagem no perfil dela no Facebook e pelo telefone 190. Erika Carneiro Morais, de 31 anos, confessou a farsa aos policiais e alegou que pretendia chamar a atenção do ex-namorado. Agora ela vai responder criminalmente pelo artigo 340 do Código Penal (falsa comunicação de crime) e terá de arcar com as despesas da operação de resgate, que podem girar em torno de R$ 30 mil.

O caso aconteceu em Anápolis, distante cerca de 40 quilômetros de Goiânia. A mensagem foi postada por volta das 21 horas. Logo depois, a mulher ligou para o telefone de emergência da Polícia Militar, reiterou que estava em poder dos sequestradores e que tinha aproveitado um descuido deles para telefonar. Ela dizia que estava próximo de uma plantação de eucaliptos.

Na rede social, Erika dizia que estava retornando de Pirenópolis, cidade turística distante cerca de 100 quilômetros de Anápolis quando foi abordada. Em frases curtas, com letras maiúsculas, mas separadas por pontos, ela dizia que tinha sido sequestrada, pedia socorro e informava que os autores eram dois motoqueiros e um homem em um carro vermelho, modelo Gol. Chegou mesmo a descrever os sequestradores pelo uso de boné e capacete.

Mas o que chamou a atenção dos policiais foi justamente a descrição detalhada demais dos autores, o cuidado com o texto e a separação calma das palavras, incoerentes com uma situação desesperadora de uma vítima de sequestro. A polícia chegou até o local por volta das 23 horas e levou a suposta vítima. Ao cair em contradições, acabou confessando a farsa. Erika foi solta, mas será indiciada. Ela não foi localizada para comentar o caso.
Tags:

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Envie sua história efaça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.