Apesar da chuva, índice do Cantareira cai para 18,5%

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 16/02/2014 16:01 / atualizado em 16/02/2014 16:47

Agência Estado

As chuvas dos últimos dias ainda não tiveram efeito positivo sobre as reservas de água do Sistema Cantareira, em São Paulo. De acordo com dados disponíveis na página da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp), neste domingo, 16, o índice que mede o volume armazenado do sistema que abastece quase metade da Grande São Paulo diminuiu de 18,6% da capacidade neste sábado, 15, para 18,5%.

A pluviometria do dia recuou de 18,9 milímetros para 3,1 mm. No mês até este domingo, o indicador avançou de 31,6 mm para 34,7 mm. A média histórica de chuvas para o mês é de 202,6 mm. O cálculo considera a manutenção das vazões de afluência dos rios e da captação de água da Sabesp e das cidades do Consórcio das Bacias dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí (PCJ), que representa as demais empresas e municípios que também usam o Sistema Cantareira para abastecimento de água. O total do volume de chuvas necessário soma mil milímetros, praticamente o dobro do que costuma chover entre fevereiro e março.

Já no sistema Alto Tietê, que abastece a zona leste da capital paulista e algumas cidades da Grande São Paulo, o nível de armazenamento se manteve em 40,2%, enquanto a pluviometria do dia recuou de 10,7 mm para 5,6 mm, acumulando no mês um total de 22,8 mm. A média histórica de chuvas para o mês nesse sistema é de 194,3 mm.
Tags:
Comentários O comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.