Alckmin reforçará combate a drogas perto da Paulista

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 16/02/2014 12:07

Agência Estado

São Paulo, 16/02/2014, 16 - O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), afirmou nesta manhã que vai reforçar o combate ao tráfico de drogas na região da Avenida Paulista em resposta à reportagem do jornal 'O Estado de S. Paulo' que mostrou a situação de feira livre no comércio de entorpecentes na Rua Peixoto Gomide. A reportagem flagrou vendedores oferecendo em voz alta maconha, comprimidos de ecstasy, cartelas coloridas de LSD e gotas de GHB - anestésico também usado como estimulante sexual.

"O Departamento Estadual de Prevenção e Repressão ao Narcotráfico (Denarc) já foi acionado, terá uma ação grande e vigorosa nesta região, como fazemos em todas as regiões do Estado", afirmou o governador. Alckmin disse ainda que a conduta do governo estadual é sempre apoiar os dependentes químicos. "Dependência química é doença e precisa de tratamento", disse.

A atuação do Centro de Referência de Álcool, Tabaco e outras Drogas (Cratod) foi citada como exemplo. "O Centro está funcionando 24 horas por dia, no Bom Retiro, e recebe quem precisar para tratamento ambulatorial, internação e comunidade terapêutica." Segundo Alckmin, o Centro conta com 1,3 mil leitos hospitalares voltados a dependentes químicos.

Além da assistência ambulatorial aos dependentes, Alckmin ressaltou a importância da ação policial contra os traficantes. "O tráfico de drogas é crime e precisa ser combatido. É o que a polícia faz, que é prender criminosos", disse.

O governador participou hoje, na capital paulista, do início das obras de construção de 804 moradias de um empreendimento no bairro do Jaraguá.
Comentários O comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.