SP teria 46 mil casos a menos de diarreia com universalização do saneamento

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 13/02/2014 12:34

Agência Brasil

Para universalizar os serviços de água e esgoto no estado de São Paulo até 2020, seria necessário investir R$ 35 bilhões ao longo desse período, aponta pesquisa, divulgada nesta quinta-feira pelo Instituto Trata Brasil. O levantamento, que analisa os benefícios da universalização do saneamento, aponta que esse investimento reduziria em mais de 46 mil os casos de diarreia ao ano para as famílias de baixa renda.

O tratamento da água representaria um custo de R$ 14,8 bilhões, ou 42% do total. O esgotamento sanitário, por sua vez, custaria R$ 20,3 bilhões. Por ano, seria necessário um investimento de R$ 3,89 bilhões. Quando se considera a economia resultante da diminuição dos casos de diarreia, calcula-se uma redução de R$ 8,7 milhões por ano em gastos com consulta e medicamentos.

A universalização do saneamento levaria ainda à criação de 93 mil postos de trabalho por ano. Até 2020, seriam criados 836 mil novos empregos. A pesquisa mostra ainda que os impactos na valorização imobiliária, com um total de benefícios anuais de R$ 756,4 milhões.
Tags:
Comentários O comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.