19°/ 29°
Belo Horizonte,
20/ABR/2014
  • (1) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Senado quer igualar black blocs a terroristas

Agência Estado

Publicação: 11/02/2014 08:31 Atualização: 11/02/2014 08:42

Em um movimento incomum para uma segunda-feira, o Congresso Nacional reagiu imediatamente à morte do cinegrafista da TV Bandeirantes Santiago Andrade. Após um dia de manifestações de repúdio e de cobranças em plenário por punições exemplares, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), decidiu colocar em votação em plenário, até a próxima semana, o projeto de lei que define o crime de terrorismo para enquadrar black blocs.

Senadores chegaram a defender que se use a norma para enquadrar ações de vandalismo e depredação cometidas pelos integrantes dos movimentos nas diversas manifestações de rua. Atualmente, não há legislação específica para o crime de terrorismo. Sem uma lei, crimes têm sido enquadrados na Lei de Segurança Nacional, da época da ditadura militar.

Renan Calheiros disse que o Congresso vai fazer “a sua parte” para aumentar a pena de quem comete tais atos, a fim de inibi-los. “Quando você pune levemente, você passa para a sociedade a ideia de que o crime compensa. E o crime não pode jamais compensar”, afirmou.

“Foi, sim, uma ação terrorista o que nós vimos na manifestação”, protestou o primeiro vice-presidente do Senado, Jorge Viana (PT-AC). Pela proposta que deve ir a votação, o crime de terrorismo será punido com 15 a 30 anos de prisão em regime fechado. As penas poderão ser elevadas nos casos em que tenha ocorrido morte e uso de artefato explosivo, como no caso envolvendo o cinegrafista. Se aprovado pelo Senado, o texto terá ainda de passar pela Câmara dos Deputados.

Dar um "basta"

O Conselho de Comunicação Social do Congresso também cobrou dos governos federal e estaduais “medidas urgentes” para garantir a integridade física dos profissionais de imprensa. “No presente e no futuro, é preciso dar um basta a esta crescente violência contra jornalistas, radialistas e outros comunicadores para garantir o direito do cidadão à informação”, diz a nota de repúdio do órgão, que foi entregue ao presidente do Senado.
Tags:

Esta matéria tem: (1) comentários

Autor: mauricio oliveira
Terroristas são vcs que fecham os olhos com essas leis ultrapassadas, desarmando a população e armando os BANDIDOS, vcs não são BLINDADOS, a MORTE já esta chegando em vcs, quem sabe quando começarem a matar seus filhos,netos parentes o CONGRESSO consiga mudar as leis. Vcs BLINDARAM os bandidos!!! | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Envie sua história efaça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.