Black Bloc Rio lamenta morte de cinegrafista e divulga manifestações

Na mesma publicação que dá condolências à família do morto, grupo faz acusações à PM e à imprensa

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 10/02/2014 14:07 / atualizado em 10/02/2014 15:45

Agência Estado

Em sua página no Facebook, o Black Block RJ lamentou a morte cerebral do cinegrafista Santiago Andrade, nesta segunda-feira, 10, em decorrência de afundamento de crânio após ser atingido por um rojão de vara durante manifestação na quinta-feira, 06. Apesar de desejar "toda força a família", o grupo publicou chamado para outras duas manifestações contra o aumento das passagens municipais.

O Black Bloc RJ cita a morte de um idoso que teria sido atropelado por causa da violência policial. No entanto, não há informações sobre o homem. "Estamos muito chateados com a notícia sobre a morte de Santiago (Andrade), lamentamos demais e desejamos toda força a família, é uma perda muito difícil... Não vamos esquecer também do senhor que foi atropelado e morreu no mesmo dia - devido a violência da PM - e a televisão se quer(sic) citou!"

O grupo classificou a morte de Andrade como "uma infelicidade" e afirma que outros casos de morte em manifestações não tiveram investigação tão profunda. "Realmente, infelizmente é muito triste e difícil esse momento em que estamos lutando por um País melhor e acontece uma infelicidade dessa, fica claro a diferença entre PM e Manifestante! Nunca aconteceu tanta investigação por um caso como o do cinegrafista, pessoas morrem na mão dos imundos (policiais militares) e não são noticiados e os causadores não são caçados".

De acordo com o Black Bloc RJ, desde que os protestos começaram, teria havido "mais de quatro mortes por causa da violência policial em manifestações" que não teriam sido divulgadas pela mídia. O grupo afirma estar em luto "não só pelo cinegrafista, mas por todos que morreram e não tiveram nenhuma citação na TV". "Todos são vidas, a dor da perda é igual. Força pras (sic) famílias", completa a postagem.

Manifestações

Reprodução/Facebook
No Facebook, dois protestos contra o aumento da passagem estão marcados para esta segunda-feira. O primeiro, convocado pelo grupo Acorda Meu Povo, terá concentração às 17h, no entorno da Igreja da Candelária, no Centro. Mais de mil pessoas confirmaram presença.

O segundo ato, às 18h, foi convocado pelo grupo Passe Livre RJ. A concentração será na Central do Brasil, mesmo lugar onde Andrade foi atingido. Quase seis mil pessoas confirmaram participação no ato.
Tags: