17°/ 31°
Belo Horizonte,
01/NOV/2014
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

PM faz operações no Rio contra facção que atacou UPP Ação criminosa resultou na morte da policial Alda Castilho e ferimento no também soldado Marcelo Gilliard

Agência Brasil

Publicação: 04/02/2014 21:51 Atualização:

A Polícia Militar (PM) fez, pelo segundo dia consecutivo, operações contra a facção criminosa que atacou a Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) do Parque Proletário, na Vila Cruzeiro, subúrbio do Rio, no último domingo (2) e que resultou na morte da policial Alda Castilho e ferimento no também soldado Marcelo Gilliard. As ações ocorreram em diversos pontos da capital fluminense, Baixada Fluminense e região metropolitana do Rio.

No Morro do Juramento, em Vicente de Carvalho, seis homens foram mortos em troca de tiros com militares do 41º Batalhão da PM (Irajá), dois ficaram feridos e dois policiais do 41°BPM também ficaram feridos no confronto, sem gravidade. Na ação foram apreendidos quatro fuzis, duas pistolas, cinco carregadores de fuzil, dois carregadores de pistola automática, além de cinco granadas, um colete e material entorpecente.

Nas comunidades do Rola e de Antares, em Santa Cruz, na zona oeste, policiais militares apreenderam uma pistola e uma mochila com drogas. Dois homens ficaram feridos e foram encaminhados para o Hospital Pedro II. Na Comunidade 48, na Vila Kennedy, também na zona oeste, dois homens foram presos e um fuzil apreendido. Dois suspeitos ficaram feridos e foram encaminhados ao hospital.

Em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, 60 motocicletas irregulares foram apreendidas. Em Mesquita, na Rua Governador Celso Peçanha, um homem foi preso armado, no momento em que assaltava um ônibus. O dinheiro tomado dos passageiros foi recuperado pela polícia.

Em Duque de Caxias, policiais militares prenderam em flagrante três homens, que estavam com duas pistolas e estariam planejando assaltar uma agência do Banco do Brasil ao lado da prefeitura da cidade. Um dos suspeitos é de Santa Catarina, o outro de São Paulo e, um terceiro, de Duque de Caxias. Os policiais receberam informações de que pessoas estranhas estariam circulando em atitude suspeita perto da sede da prefeitura.

Em São Gonçalo, na região metropolitana do Rio, policiais do Batalhão de Operações Especiais da PM prenderam três homens no bairro do Boaçu. Um deles estava com uma moto roubada, que foi recuperada, e um deles estava armado com um revólver. O trio foi encaminhado para a delegacia de Neves.

Em nota, a Federação do Comércio do Estado do Rio de Janeiro (Fecomércio-RJ), declarou que repudia os ataques à UPP e manifesta a mais profunda preocupação com as ações recentes da criminalidade contra as forças de segurança estaduais. A Fecomércio expressa também o apoio do comércio às ações destinadas ao restabelecimento da ordem nas áreas afetadas ao mesmo tempo em que apresenta condolências à família da policial Alda Rafael Castilho e à corporação.

A nota assinada por Orlando Diniz, presidente da entidade de classe, "entende que os direitos individuais, assim como as garantias fundamentais de todos os cidadãos, só se exercem em ambiente de segurança — o que não se consegue quando o banditismo tenta se apropriar de qualquer área, por menor ou mais remota que seja".
Tags:

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Envie sua história efaça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.