Justiça decreta prisão de Daniel Coutinho, filho do diretor Eduardo Coutinho

Juíza determinou prisão para resguardar o suspeito, que tentou se matar e está hospitalizado

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 03/02/2014 15:16 / atualizado em 03/02/2014 15:38

Estado de Minas

Tania Rego/Agência Brasil


A o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro decretou nesse domingo (2) a prisão preventiva de Daniel de Oliveira Coutinho, suspeito de ter esfaqueado o pai Eduardo Coutinho, e a mãe Maria das Dores Oliveira Coutinho. A decisão foi publicada pela juíza de Plantão Nathalia Calil Miguel Magluta.

Eduardo Coutinho, cineasta e documentarista de 81 anos, não resistiu aos ferimentos e faleceu no domingo (2). Maria das dores segue internada em estado grave. De acordo com a juíza, o filho Daniel Coutinho é o principal suspeito já que confessou o crime a vizinhos logo após o ocorrido. A prisão preventiva foi decretada para resguardá-lo, já que apresenta sintomas de distúrbio mental, e tentou se matar com duas facadas.

"Quanto à conversão da prisão em flagrante em prisão preventiva, entendo que assiste razão à autoridade policial e ao Ministério Público, sendo, por ora, necessária a custódia cautelar do indiciado. Com efeito, à luz dos elementos informativos contidos na comunicação da prisão em flagrante do indiciado, entendo que sua prisão preventiva deve ser decretada para a garantia da ordem pública, da futura aplicação da Lei Penal e da futura instrução criminal, havendo diversas diligências policias ainda pendentes de realização com vistas à integral instrução da causa", destaca a decisão.

O velório de Eduardo Coutinho ocorreu pela manhã, e o corpo será enterrado às 16 horas no cemitério São João Batista, em Botafogo, zona sul do Rio de Janeiro.
Tags:
Comentários O comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.