Filho de Coutinho será indiciado por homicídio doloso

Daniel Coutinho matou o pai, o cineasta Eduardo Coutinho, e tentou matar a mãe neste domingo. Casal foi atacado com uma faca

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 02/02/2014 20:33 / atualizado em 02/02/2014 20:35

Estado de Minas

Flip/Divulgação

Em entrevista coletiva concedida na noite deste domingo, o delegado-chefe da Divisão de Homicídios do Rio, Rivaldo Barbosa, disse que Daniel Coutinho será indiciado por homicídio doloso e tentativa de homicídio. Ele matou o pai, o cineasta Eduardo Coutinho, e deixou a mãe gravemente ferida ao passar por um surto psicótico.

O crime ocorreu no apartamento da família, no Bairro da Lagoa, Zona Sul do Rio de Janeiro. Daniel Coutinho, de 41 anos, teria problemas mentais. Ele esfaqueou o pai diversas vezes e em seguida partiu pra cima da mãe. Maria das Dores Coutinho levou cinco golpes de faca, sendo dois no peito e três no abdômen. Ferida, ela conseguiu se trancar no banheiro e ligar para o outro filho, que não mora na casa dos pais. Em seguida, Daniel esfaqueou a si próprio, na barriga, e deixou o apartamento gritando que havia tentado libertar.

Alarmados, vizinhos acionaram os bombeiros. Quando a corporação chegou, encontrou Eduardo já sem vida. Maria das Dores e Daniel foram levados para o Hospital Miguel Couto. A mulher passou por cirurgia e segue internada em estado grave. Já Daniel tem estado de saúde estável. Ele está internado sob custódia da polícia.

Tags:
Comentários O comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.