Número de acidentes aeronáuticos no Brasil cai 8,5% em 2013, diz Cenipa

Número diminuiu em relação a 2012. Não houveram acidentes com aviões de grande porte

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 31/01/2014 16:01 / atualizado em 31/01/2014 16:22

Agência Estado

O Brasil teve 163 acidentes aeronáuticos em 2013, o que representa uma queda de 8,5% em relação às 178 ocorrências registradas em 2012. Os dados são do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) e foram divulgados nesta sexta-feira, 31. "Ficou mais seguro voar no Brasil", resume nota do Centro de Comunicação Social da Aeronáutica sobre o cenário aéreo do ano passado.

O balanço divulgado nesta sexta mostra que em 2013 foram registrados 140 acidentes com aviões e 23 com helicópteros, nenhum deles de grande porte. Houve também queda no número de mortes: foram 72 vítimas fatais em 2013, ante 78 em 2012 e 96 em 2011.

A Aeronáutica destaca que a redução de 8,5% no número de acidentes foi registrada justamente em momento de aumento da frota e do número de horas voadas na aviação nacional. Dados do Cenipa mostram que, em média, em 2013 ocorreram 0,36 acidentes para cada um milhão de horas de voo. Em 2012 o índice ficou em 0,72 e em 2011, de 1,13.

O chefe do Cenipa, Brigadeiro Luís Roberto Lourenço, ressalta que não só os acidentes aeronáuticos diminuíram, mas também os incidentes. "A aviação brasileira está mais segura, mas isso não significa que estamos satisfeitos. A prevenção deve ser reforçada dia a dia, porque a nossa meta é zero acidente", explicou. Segundo ele, os índices verificados no Brasil são semelhantes aos dos países desenvolvidos.
Tags:
Comentários O comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.