12°/ 20°
Belo Horizonte,
29/JUL/2014
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Governo diz que diálogo é o caminho para rolezinhos

Agência Estado

Publicação: 29/01/2014 18:31 Atualização:

Brasília, 29 - Em nota divulgada na tarde desta quarta-feira, 29, a Secretaria-Geral da Presidência da República informou que na reunião da manhã com representantes dos lojistas de shoppings centers o governo reforçou que o diálogo é a melhor alternativa para se discutir a realização dos "rolezinhos".

"Na reunião foi reafirmado pelo governo o entendimento de que o diálogo é o principal instrumento de compreensão e construção de padrões de convivência com esses eventos, na perspectiva da garantia dos direitos dos diferentes segmentos sociais a eles relacionados", diz a nota da Secretaria. Mais cedo, o ministro da pasta, Gilberto Carvalho, recebeu a Associação Brasileira dos Lojistas de Shopping (Alshop) para discutir a onda de encontros coletivos de jovens nestes centros comerciais. Também participaram do encontro as ministras Marta Suplicy (Cultura) e Luiza Bairros (Igualdade Racial), além da secretária nacional de Juventude, Severine Macedo.

"Os ministros manifestaram a percepção de que esses eventos são expressão do dinamismo, da mobilidade social e das mudanças que caracterizam a sociedade brasileira nos últimos anos. Consideraram também a necessidade da reorientação dos padrões de atuação e da cultura das forças de segurança, nos diversos níveis da Federação, no sentido de evitar posturas preconceituosas e discriminatórias ou ações inadequadas e desproporcionais", acrescenta o texto.

De acordo com a Secretaria, foi discutido o aprofundamento da execução de políticas públicas na área da cultura, lazer e esporte voltado para o público jovem. O governo também deve participar de uma reunião no dia 25 de fevereiro com a Alshop para debater a atuação dos seguranças internos dos shoppings. A Secretaria diz que é preciso assegurar "os direitos de acesso e circulação em seus espaços e coibir a ocorrência de ilegalidades como depredações, furtos ou ameaças".

Outro assunto tratado na reunião, segundo o governo, foi a Copa do Mundo no Brasil. A nota assinada pela Secretaria-Geral da Presidência e pela Secretaria Nacional de Juventude ressalta que os legados positivos do evento "necessitam ser melhor informados" e destaca o respeito ao direito de protesto daqueles que pretendem se manifestar contra o evento "desde que assegurados também os direitos daqueles que pretendem acompanhar e participar, de diferentes maneiras, dessa competição que será uma grande festa do esporte mais popular do planeta, do qual o Brasil é referência permanente".

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Envie sua história efaça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.