19°/ 25°
Belo Horizonte,
24/NOV/2014
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Estação Adolfo Pinheiro será aberta em horário reduzido

Agência Estado

Publicação: 28/01/2014 17:01 Atualização:

São Paulo, 28 - A Estação Adolfo Pinheiro do metrô, na extensão da Linha 5-Lilás, será aberta ao público da capital paulista neste sábado, 1, em horário reduzido. A parada, na zona sul, funcionará só das 10 às 15 horas, de segunda a sexta-feira, durante todo fevereiro. A exceção será o próximo fim de semana, quando estará aberta no sábado e no domingo. Em março, os horários serão gradativamente ampliados até o horário comercial pleno, das 4h40 à meia-noite, todos os dias da semana. As informações foram confirmadas nesta terça-feira, 28, pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB).

Alckmin anunciou também que, após sucessivos atrasos, o edital da obra da Linha 18-Bronze do Metrô da capital será lançado nesta quarta-feira, 29. Mas ele não destacou nenhuma alteração no processo licitatório para evitar a formação de cartéis, como se suspeita ter acontecido em outras obras metroviárias. "É a primeira vez que o Metrô sairá da capital", disse, após acompanhar a chegada do Tatuzão (máquina que escava e constrói túneis) ao canteiro da futura Estação Eucaliptos, na Linha 5-Lilás, na zona sul. Essa parada só deve abrir em 2016.

Já a Linha 18 terá 13 estações e 15,7 quilômetros de comprimento - funcionará da atual Estação Tamanduateí, na zona leste, à futura parada Djalma Dutra, em São Bernardo do Campo, no Grande ABC. O ramal será construído por meio de uma parceria público-privada (PPP) - 50% dos recursos serão públicos (20% federais e o restante do Estado). A estimativa é de que a obra custe R$ 4 bilhões e leve de três a cinco anos para ficar pronta. O contrato da construção deve ser assinado em 90 dias, de acordo com Alckmin. "Aí, já começam os trabalhos de desapropriação, enfim, para poder implantar a Linha 18", afirmou.

Houve atraso para a publicação do edital. Inicialmente, o governo Alckmin planejava lançá-lo até agosto, o que não ocorreu. Depois, o processo licitatório foi adiado outras vezes. O secretário estadual dos Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes, afirmou que há empresas interessadas na construção do ramal. "Nossas licitações são as mais abertas", declarou o governador de São Paulo, a respeito de medidas para evitar a formação de cartéis. Outra novidade é que a Companhia do Metropolitano de São Paulo (Metrô) deve lançar em março o edital do prolongamento da Linha 2-Verde, entre a Vila Prudente, na zona leste, e a região de Guarulhos, na Grande São Paulo.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Envie sua história efaça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.