13°/ 24°
Belo Horizonte,
24/JUL/2014
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Pezão divulga vídeo editado sem os elogios à Supervia

Agência Estado

Publicação: 24/01/2014 17:49 Atualização:

Rio, 24 - Apesar de ter afirmado na quinta-feira, 23, que estava satisfeito com o trabalho da concessionária Supervia, um dia após o acidente ferroviário que provocou o caos na cidade, o vice-governador do Rio, Luiz Fernando Pezão, usou o Twitter nesta sexta, 24, para divulgar um vídeo com trecho editado da entrevista, em que não aparece a declaração feita por ele.

Na entrevista, realizada no Palácio Guanabara, o repórter do jornal O Estado de S. Paulo havia perguntado ao vice-governador se ele estava satisfeito com a concessionária. "Estou. É claro que a gente tem de cobrar cada vez mais, mas a Supervia tem um grande grupo por trás, o maior do Brasil, e isso dá tranquilidade para a gente", respondeu Pezão na ocasião, referindo-se à empreiteira Odebrecht. Todas as outras declarações do vice-governador na mesma entrevista foram publicadas na matéria, reproduzida pelo portal Estadão.com.

Com a repercussão da notícia, Pezão mudou o tom. Ele publicou dez mensagens no Twitter para tentar se justificar. Escreveu que a situação de passageiros andando na linha do trem "não deve se repetir", que os milhares de usuários "devem ser tratados com todo o respeito" e que a Supervia "errou e tem de ser punida por isso". Nenhum destes termos havia sido usado na véspera pelo vice-governador. Na última das dez mensagens sobre o tema, ele publicou o vídeo editado, sem o trecho da pergunta feita pela reportagem e da resposta em que ele defende a Supervia. O link publicado por Pezão era antecedido pelo comentário: "O vídeo da entrevista aos jornalistas está aí abaixo". Estavam presentes na entrevista o repórter de O Estado de S. Paulo e uma repórter do jornal O Globo.

Na mesma entrevista, o vice-governador afirmou que o sistema ferroviário "está ganhando credibilidade" e atribuiu os recorrentes problemas a "quarenta anos de abandono". Pezão está há sete anos no cargo.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Envie sua história efaça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.