Moradores da zona sul de SP protestam após enchentes

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 23/01/2014 09:37

Agência Estado

São Paulo, 23 - Após o temporal que alagou casas e ruas da região metropolitana de São Paulo, ao menos dois grupos de moradores realizam manifestações na manhã desta quinta-feira, 23. Na região de Pirajussara, moradores bloqueiam vias com objetos incendiados e móveis quebrados.

Na Estrada Pirajussara-Valo Velho, cerca de 50 pessoas protestam desde as 05h em reação à morte de uma criança carregada pela enchente. Eles atearam fogo em móveis colocados no meio da pista e há risco de o incêndio atingir a fiação elétrica. O corpo de bombeiros foi chamado ao local.

Próximo dali, na Avenida Carlos Lacerda, outro grupo, de quase 150 pessoas, colocou fogo em pneus e pedaços de madeira, interditando a via. O ato começou por volta das 08h50.

A capital paulista amanheceu com sete árvores caídas interditando pistas, informou a Companhia de Engenharia e Tráfego (CET). O bloqueio é total nas ruas Ubiracica, Belmonte, Galiléia, Doutor Aires Martins Torres, Paraju, e na Estrada do Embú Guaçu.

Ao menos 73 semáforos apresentaram problemas em todas as regiões da cidade. Segundo a CET, 43 aparelhos estavam apagados e 30 no amarelo piscante.

Desmoronamento

No início da madrugada, a chuva também causou o desmoronamento de uma casa no Jardim São Luiz, em Embu das Artes. Nove viaturas do Corpo de Bombeiros foram deslocadas para o resgate das duas pessoas que moram no local, mas, ao chegarem, os agentes constataram que não havia ninguém na residência. O caso foi encaminhado à Defesa Civil.
Comentários O comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.