Administradora de trens do Rio será multada por 'falhas' após descarrilamento

Causas do acidente ainda estão sendo investigadas. Centenas de milhares de pessoas ficaram sem transporte nesta quarta-feira

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 22/01/2014 13:49 / atualizado em 22/01/2014 16:40

Estado de Minas

TâniaRêgo/Agência Brasil

A reguladora Agetransp informou em nota que multará a concessionária Supervia "por falhas detectadas no plano de contingência, na comunicação e no atendimento aos usuários do sistema de trens urbanos". A agência não revelou o valor da multa.

O descarrilamento de um trem perto da estação de São Cristóvão, na zona norte, às 5h15, danificou a estrutura que sustenta os cabos da rede aérea, interrompendo o fornecimento de energia no ramal. Com o acidente, nenhum trem partiu ao chegou à estação Central do Brasil, por onde passam diariamente 600 mil passageiros, em média. A previsão é que os trens voltem a circular parcialmente a partir das 17 horas.

O conselheiro presidente da agência, Cesar Mastrangelo, e técnicos da Agetransp estiveram no local do acidente ferroviário na manhã desta quarta-feira, 22, "a fim de acompanhar o trabalho de apuração e o atendimento aos usuários", segundo a nota.

A agência informou ainda ter enviado peritos à oficina da Concessionária "com o objetivo de produzir laudo detalhado no trem que descarrilou". "As causas do incidente ainda estão sendo investigadas", disse a Agetransp no comunicado.

A Autarquia de Proteção e Defesa do Consumidor do Rio de Janeiro (Procon-RJ) informou que também multará a concessionárias, mas não divulgou o valor.

Tags:
Comentários O comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.