17°/ 30°
Belo Horizonte,
31/OUT/2014
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Correios aplicam R$ 240 milhões em segurança em 2013/14

Agência Estado

Publicação: 21/01/2014 12:49 Atualização:

Brasília, 21 - Os investimentos dos Correios em recursos de segurança no biênio 2013/2014 alcançarão a marca de R$ 240 milhões, considerando ações realizadas em todo o Brasil. Essa conta inclui, entre outros itens, contratação de serviço de escolta armada e vigilantes, uso de rastreadores para veículos e para encomendas e aquisição de sistemas de alarme para agências.

As ações de prevenção e repressão de roubos a carteiros e assaltos a agências postais, inclusive, foram discutidas na manhã desta terça-feira (21) entre o presidente dos Correios, Wagner Pinheiro de Oliveira, e o diretor-geral da Polícia Federal, Leandro Daiello Coimbra. Os dois órgãos iniciaram recentemente uma atuação conjunta no Piauí para a prevenção de assaltos a agências.

No Piauí, os Correios investiram cerca de R$ 10 milhões na área de segurança no ano passado. Os planos são de aplicar mais uma parcela de R$ 9 milhões em 2014. Esses investimentos envolvem, por exemplo, aquisição de cofres, fechaduras, sistemas de alarme, sistema de imagem e de porta com detector de metais e contratação de serviços de vigilância.

Essa ação no Piauí é considerada um piloto do plano em nível nacional. Dentro desse processo de mudanças, estão sendo revistos procedimentos dos Correios e da Polícia Federal. A meta é aprimorar a troca de informações entre as instituições e agilizar a prisão de criminosos.

Segundo os Correios, um piloto de prevenção a roubos a carteiros já foi realizado no último ano na região metropolitana da capital paulista. As iniciativas resultaram na redução de 36% no número desses crimes e na prisão de diversas quadrilhas especializadas.

No final do ano passado, foi firmado acordo de cooperação técnica assinado entre Correios e PF, com o objetivo de proteger os trabalhadores da ECT, clientes e a carga postal. Os Correios são uma empresa pública federal e, dessa forma, a investigação e a repressão de crimes envolvendo o órgão são de competência da Polícia Federal.

Em nota, os Correios destacam que nos últimos anos, a PF realizou diversas operações com o objetivo de prender quadrilhas responsáveis por assaltos a agências dos Correios. Os destaques foram as operações em Sertão (PI), Mensagem (RS), Carta na Manga 2 (BA), Cofre Fácil (PE), Columba (SC) e Carta Resposta (PA).

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Envie sua história efaça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.