Adolescentes apreendidos dizem que não sabiam que casa era de ministro

Quatro jovens entraram na residência de Gilmar Mendes. Três deles já foram liberados; o outro presta esclarecimentos ao Ministério Público

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 17/01/2014 17:30

Correio Braziliense

Quatro adolescentes, entre 12 e 16 anos, entraram na casa do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, na noite dessa quinta-feira (16/1) e levaram dois coletes salva-vidas, além de um caiaque. De acordo com a Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA I), no momento do furto, os menores não sabiam quem era o dono da residência e a escolha foi aleatória.

Os jovens estavam nadando pelo lago e, quando viram uma passagem, resolveram entrar. Eles acharam um portão de aproximadamente um metro, pularam e se depararam com os equipamentos, que estavam no fundo da casa, na MI 6 do Lago Norte, onde funciona uma academia.

Segundo a polícia, os adolescentes são amigos e moram no Paranoá. No momento da fuga, os mais novos, que levavam o caiaque, ficaram para trás e foram pegos pelos seguranças do local. Os mais velhos conseguiram fugir levando os coletes e só foram encontrados mais tarde, na casa de um deles.

No final da noite de ontem, todos já tinham sido apreendidos. Nem todos foram ouvidos pela polícia, pois de acordo com o Estatuto da Criança e do Adolescente, os menores devem estar à disposição para que os pais busquem na delegacia. Três deles já foram liberados.

Os responsáveis pelo integrante mais velho não apareceram, e ele foi encaminhado ao Núcleo de Atendimento Integrado (NAI) e presta esclarecimentos ao Ministério Público.

Com informações de Maryna Lacerda.
Tags: