18°/ 28°
Belo Horizonte,
24/ABR/2014
  • (5) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Adolescente que anunciou venda de negros na internet depõe na polícia Garoto contou que publicou o anúncio em protesto contra política de cotas por não ter passado em um vestibular

Publicação: 16/01/2014 21:40 Atualização: 16/01/2014 21:59

Um adolescente, de 15 anos, foi apreendido nesta quinta-feira por agentes da Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI) por ter publicado anúncio no site MercadoLivre oferecendo a venda de negros a R$ 1. Em depoimento à polícia, o rapaz disse que publicou o anúncio por não ter passado no vestibular de um centro de ensino federal em decorrência da política de cotas.

Segundo a Polícia Civil, ele foi localizado após investigação e monitoramento de dados iniciados pela DRCI há cerca de uma semana. Os trabalhos começaram depois da denúncia feita pela Ouvidoria Nacional da Igualdade Racial, da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir).

De acordo com o delegado titular da DRCI, Gilson Perdigão, o rapaz prestou depoimento ao lado da mãe e confirmou ser autor da publicação.

Segundo o delegado, o adolescente contou que publicou os anúncios porque foi reprovado no processo seletivo para o Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca, na Tijuca, zona norte do Rio. No depoimento, o menor alegou que se não existissem as cotas para negros ele teria sido aprovado. Depois do depoimento, ele foi liberado.

O rapaz foi autuado por fato análogo ao Artigo 20 da Lei 7.716, que trata da prática, indução ou incitação à discriminação ou ao preconceito de raça, de cor, de etnia, de religião ou de procedência nacional. O inquérito foi aberto na sexta-feira (10) passada, um dia depois de o caso ser denunciado.

A Polícia Civil informou que o adolescente não tinha antecedentes criminais e nem praticou algo semelhante anteriormente. A delegacia encaminhou o caso à Vara da Infância e Juventude da Justiça do Rio.
Tags:

Esta matéria tem: (5) comentários

Autor: EVALDO SLLVARO
Gostaria de ver este jovem cair na rocinha e dizer isto .Acho que a mãe dele também deveria cair la na rocinha e esperar para ver o que acontece com ela . | Denuncie |

Autor: Ricardo Roscoe
Pena não poder falar o que penso. Afinal vivemos na democracia, mas desde que nossa opinião esteja de acordo com com o "politicamente correto". Não sei onde foi que li que todos tem direitos iguais independente de cor, raça, religião e outras besteiras que qualquer papel aceita. | Denuncie |

Autor: Pedro Brito
Isso é um protesto inteligente. Racista, mas inteligente. Muito melhor que colocar nariz de palhaço e sair pra rua achando que vai causar alguma mudança. Sem falar no absurdo que são essas malditas cotas. Tiram a oportunidade de quem quer estudar pelos meios normais, sem ajudinha. | Denuncie |

Autor: Iris da Penha Gomes Moura.
Todo adolescente acha q o problema está no mundo externo, pq sua visão é individualista. Na verdade, se ele tivesse estudado estaria entre os aprovados.A revolta é natural, importante para uma nova tentativa, mas expor nas midias comentarios racistas merece um secunda punição a este jovem. | Denuncie |

Autor: André Luiz Souza
sou contra cota pra negros: isto é maior prova de racismo que existe; pressupõe-se que o negro seja menos capaz que o outro; absurdo,país de merda este Brasil. Infelizmente criei raízes nesta bosta de país safado cheio de hipócritas, corrupção e violência | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Envie sua história efaça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.