18°/ 28°
Belo Horizonte,
17/ABR/2014
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Obras na Tamoios voltam a causar transtornos

Agência Estado

Publicação: 11/01/2014 14:31 Atualização: 11/01/2014 15:45

As obras do término de duplicação do trecho de planalto da Rodovia dos Tamoios, que liga São José dos Campos, no Vale do Paraíba (SP), a Caraguatatuba, no litoral norte de São Paulo, voltou a causar transtornos aos motoristas desde que foram reiniciadas, na segunda-feira, 6. A viagem entre as duas cidades, entre a manhã de sexta-feira, 10, e a madrugada deste sábado, 11, levava entre duas horas e 30 minutos e quatro horas. Em dias normais, o percurso é feito em menos de uma hora. Para quem saiu da capital paulista, o trajeto até Caraguatatuba chegou a ser feito em sete horas.

Durante esta sexta-feira e a madrugada deste sábado, os motoristas enfrentaram lentidão nos dois sentidos da rodovia, no trecho conhecido como "Serrinha". A fila de carros chegou a atingir dez quilômetros nos dois sentidos e o motorista não conseguia trafegar mais que 10 km horários. A situação poderá se repetir neste domingo, 12, no retorno dos turistas do litoral norte. As interdições são feitas do km 11 ao 35,9 e do 36,4 ao 60,9, entre São José dos Campos e Paraibuna (SP).

A empresa Desenvolvimento Rodoviário S.A. (Dersa), que administra a Nova Tamoios, recomenda aos motoristas que evitem trafegar pela rodovia durante o período de obras, previstas para serem concluídas ainda em janeiro. A Dersa afirma que as Rodovias Oswaldo Cruz, que liga Ubatuba a Taubaté (SP), e a Mogi-Bertioga, podem ser usadas como alternativas. Até lá, a pista está sujeita a fechamentos parciais nos dois sentidos, das 7 às 5 horas. A Dersa declara que esta é uma situação "transitória". "Realizar a duplicação de uma rodovia como a Nova Tamoios é um desafio ainda mais complexo por necessitarmos efetuar obras com a pista em operação", diz a empresa em nota.

Fila da balsa

Além de enfrentar 7h de estrada, o turista que saiu da capital e interior enfrentou mais duas a três horas de fila para embarcar numa das balsas que fazem a travessia entre São Sebastião e Ilhabela. O movimento é intenso desde o dia 26, quando começou, oficialmente, a temporada de verão no litoral paulista. Na fila da balsa, também há turistas que estão hospedados em São Sebastião, Caraguatatuba, Ubatuba e Bertioga, na Baixada Santista (SP), e que vão para Ilhabela fazer turismo de um dia.
Tags:

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Envie sua história efaça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.