18°/ 28°
Belo Horizonte,
23/NOV/2014
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Governador anuncia R$ 540 milhões para recuperação do Espírito Santo Moradores que tiveram as casas destruídas vão receber Cartão Reconstrução

Agência Brasil

Publicação: 03/01/2014 07:41 Atualização:

Famílias  poderão obter uma linha de crédito especial para reconstruir imóveis  (Credito Divulgação/Prefeitura de Nova Venécia/GZ )
Famílias poderão obter uma linha de crédito especial para reconstruir imóveis

Após o temporal que causou graves danos à população e à infraestrutura do estado, o governo do Espírito Santo se prepara para a reconstrução. Em entrevista à imprensa na tarde dessa quinta-feira, no Palácio Anchieta, o governador Renato Casagrande anunciou uma série de medidas que visam a recuperar os municípios atingidos. Elas foram chamadas de Plano de Reconstrução do Espírito Santo. O governo estima gastos de R$ 540 milhões em recuperação de pontes, estradas, escolas, construção de casas, entre outros investimentos.

Dentre as medidas anunciadas, está a criação do chamado Cartão Reconstrução. A família portadora do cartão receberá R$ 2,5 mil para comprar eletrodomésticos ou materiais de construção. Serão destinados R$ 15 milhões para o Cartão Reconstrução. Para receber o dinheiro, as famílias atingidas pelas chuvas terão que estar cadastradas no cadastro único para programas sociais do governo federal (CadÚnico). Elas deverão ter renda até três salários mínimos.

Famílias com renda entre três e seis salários mínimos poderão obter uma linha de crédito especial, com juros mais baixos, para financiar a compra de eletrodomésticos e móveis. Além disso, o governo prevê gastar R$ 72 milhões em construção de casas populares. A previsão inicial é erguer 1.500 casas para as famílias desabrigadas, com situação comprovada pela Defesa Civil e administrações municipais.

Mais R$ 65 milhões serão gastos em recuperação de estradas nas áreas rurais. O governo estima que 750 quilômetros de rodovias precisarão de reparos. Além de recursos próprios, o estado deve captar dinheiro do governo federal. A previsão é conseguir R$ 44,8 milhões para construir e recuperar pontes.

Serão gastos, ainda, R$ 150 milhões em rodovias, R$ 120 milhões em pavimentação de áreas urbanas e R$ 34 milhões em operações de limpeza de canais e dragagem.

Em declaração publicada, no site oficial do governo, Casagrande destacou que os números ainda podem mudar durante o trabalho. “O plano é abrangente e surgiu dessa necessidade nova de atendermos quase que a todo o estado, já que são mais de 50 dos nossos 78 municípios afetados”, disse.

Casagrande anunciou também que uma reunião de trabalho será feita na próxima semana com prefeitos, equipes técnicas das cidades atingidas e representantes do estado e do governo federal. A ideia é conferir “rapidez aos trabalhos em parceria para que o plano seja bem executado e para que haja assessoramento na confecção de planos municipais”.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Envie sua história efaça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.