18°/ 28°
Belo Horizonte,
17/ABR/2014
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Alckmin lança programa de incentivo à mamografia A expectativa do Estado, que investirá R$ 14 milhões no programa é realizar cerca de 60 mil mamografias em um ano

Agência Estado

Publicação: 26/12/2013 17:02 Atualização:

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, lançou nesta quinta-feira, 26, um programa para incentivar as mulheres paulistas com idades entre 50 e 69 anos a realizarem exames preventivos de mamografia a cada dois anos na rede pública. Chamado de "Mulheres de Peito", o programa tem como objetivo a detecção precoce de tumores malignos, inclusive nas fases em que a mulher não apresenta nenhum sintoma.

"O câncer de mama é o tipo mais frequente de câncer entre as mulheres, mas, quando diagnosticado precocemente, é curável", disse Alckmin, durante o anúncio do programa na capital paulista. O governo oferecerá quatro carretas móveis e um caminhão adaptado para a realização dos exames em todo Estado. Os exames serão gratuitos e o resultado sairá em até 48 horas após a realização do procedimento.

Caso seja detectada alguma alteração no exame, as pacientes serão contatadas pela Secretaria Estadula de Saúde para a realização de biópsia guiada por ultrassom ou outros exames complementares. Havendo sinais de câncer maligno, a paciente será encaminhada a um serviço de referência do SUS para fazer o tratamento.

A expectativa do Estado, que investirá R$ 14 milhões no programa é realizar cerca de 60 mil mamografias em um ano por meio das unidades móveis. Além de mamógrafo, cada veículo será equipado com aparelho de ultrassom, conversor de imagens analógicas em digitais, impressoras, antena de satélite, computadores, mobiliários e sanitários.

A primeira carreta do programa ficará instalada por um período de testes, de 30 dias, na rua Adolfo Pinheiro, bairro de Santo Amaro, na zona sul da capital. Segundo o governo, outras três deverão entrar em operação no início do ano que vem. O caminhão adaptado irá oferecer estrutura similar à das carretas, e será usado em municípios menores e de difícil acesso do interior.
Tags:

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Envie sua história efaça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.