18°/ 30°
Belo Horizonte,
23/ABR/2014
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Parentes de brasileiros mortos nos EUA pedem ajuda em rede social para trazer os corpos Suênia Karolin Ruppenthal, irmã de Cledione, divulgou dados da conta bancária no Facebook e pediu a amigos que ajudem com as despesas

Estado de Minas

Publicação: 12/12/2013 15:15 Atualização: 12/12/2013 15:39

Na foto, Cledione Regina Ruppenthal Ferraz do Amaral, de 34 anos, abraça a filha Wendy Ferraz do Amaral, de 10. (Reprodução/Arquivo Pessoal)
Na foto, Cledione Regina Ruppenthal Ferraz do Amaral, de 34 anos, abraça a filha Wendy Ferraz do Amaral, de 10.

Sem a ajuda do governo brasileiro para fazer o traslado dos corpos dos Estados Unidos para o Brasil, a irmã de Cledione Regina, morta no último sábado, em Orlando, pediu a amigos que a ajudem com dinheiro para as despesas. Em sua página no Facebook, Suênia Karolin Ruppenthal disse: "Preciso reunir forças e ter equilíbrio pra poder resolver todos os trâmites necessários para trazer nossos entes queridos ao Brasil. A pedido de amigos estou publicando minha conta bancária, pois precisamos de toda ajuda possível para que eu vá a Orlando".

Suênia Karolin Ruppenthal, irmã de Cledione Regina, pede ajuda em rede social (Reprodução/Facebook)
Suênia Karolin Ruppenthal, irmã de Cledione Regina, pede ajuda em rede social


O Itamaraty informou, na quarta-feira (11/12), que está auxiliando parentes da família encontrada morta dentro de um carro em Orlando (EUA). Segundo o Ministério das Relações Exteriores, o governo brasileiro não pode arcar com os custos de transporte dos corpos para o Brasil, porque há uma limitação legal.

"O que pode e está sendo feito é a assistência consular à família do Brasil. Fazemos a ponte entre os parentes e as autoridades americanas e os informamos sobre documentação, custos e procedimentos a serem tomados para que seja feio mais rápido", informou o ministério.

No último sábado (7/12), a polícia de Orange County encontrou o corpo de Cledione Regina Ruppenthal Ferraz do Amaral, 34 anos, de Márcio Luiz Ferraz do Amaral, 45, e de Wendy Ferraz do Amaral, 10, dentro do carro, na garagem da casa onde moravam, em um condomínio na área luxuosa de Lake Nona, em Orlando (Flórida). A suspeita é de um duplo assassinato seguido de suicídio.

Com informações do Correio Braziliense
Tags:

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Envie sua história efaça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.