Nacional

Mulher esfaqueia e mata cachorro na Região Metropolitana de Recife

A suspeita assinou um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) por maus-tratos e foi liberada

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 11/05/2012 16:28 / atualizado em 11/05/2012 16:53

Diário de Pernambuco

Polícia Civil-PE/Divulgação
Descontrolada, uma jovem deu oito facadas no cão de sua sogra nesta sexta-feira, na Região Metropolitana de Recife-PE. A mulher justificou a violência com fato do animal estar solto na rua. Policiais tentaram socorrê-lo, mas não houve tempo. Um dos golpes atingiu o pulmão. O cachorro, chamado de Beethoven, não resistiu e morreu no local. Beethoven tinha dois anos de idade e era sem raça definida. Ele estava solto na rua desde a última semana e pertencia aos pais do marido de Karolyne Soares Malafaia, de 20 anos, autora das facadas. De acordo com os moradores do Loteamento Cidade Criança, na periferia de Itapissuma, onde o crime aconteceu, o cão não era violento. O caso foi registrado na Delegacia de Itapissuma. "Eu fico indignada com uma situação como esta. Mas, infelizmente, não há muito o que possa ser feito", informou a delegada Lidia Barci, da delegacia da cidade. A suspeita assinou um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) por maus-tratos e foi liberada. Somente após o julgamento, sem data prevista, ela poderá ser punida. A pena pode variar de três meses a um ano de detenção ou ser substituída pelo pagamento de uma multa. Ainda de acordo com a delegada, o caso pode ser ainda mais grave. "A moça tem um filho de apenas um ano e o deixou trancado dentro de casa. Enquanto isso, foi pegar o cachorro e o amarrou no quintal para desferir as oito facadas friamente no animal. É uma situação preocupante. Se ela fez isso com um cão, imagina o que pode fazer com a criança", explicou a delegada Lidia Barci, responsável pelas investigações. "Acredito que, talvez, a motivação tenha sido por alguma briga de família, desentendimentos com a sogra, tendo em vista que o cão pertencia a mulher e elas eram vizinhas", complementou. O Conselho Tutelar foi chamado e deverá fazer uma vistoria na casa da suspeita nos próximos dias.
Tags: