17°/ 29°
Belo Horizonte,
25/OUT/2014
  • (18) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Preso injustamente por 19 anos, homem morre após ser avisado sobre indenização Pernambucano foi preso duas vezes sem ser julgado e morreu pouco tempo depois de receber a notícia de que receberia o restante da indenização no valor de R$2 milhões

Maíra Cabral - Estado de Minas

Publicação: 23/11/2011 08:35 Atualização: 23/11/2011 12:28

 (Divulgação / http://opitti.blogspot.com)
O pernambucano Marcos Mariano da Silva, 63 anos, que passou 19 anos preso injustamente, morreu nessa terça-feira, logo após ser dada a notícia de que receberia do governo de Pernambuco o restante da indenização de R$2 milhões, referente à ação que movia contra o estado.  O homem foi encontrado morto pela esposa, em sua casa, no bairro dos Afogados, no Recife.

O ex-mecânico, pai de 11 filhos, foi preso em 1976 no Presídio Aníbal Bruno, acusado de matar um homem em Cabo de Santo Agostinho (PE). Ele ficou quatro anos em cárcere até que a polícia descobriu o verdadeiro culpado do assassinato. Em liberdade, Marco Mariano trabalhou como taxista, mas foi vítima de mais uma injustiça. Em 1985, ele foi encontrado armado com um revólver calibre 38 e foi levado para o presídio. O juiz Aquino Farias de Reis declarou que a vítima estava em liberdade condicional e respondia a inquérito policial.

Segundo o seu advogado de defesa, José Afonso Bragança Borges, Marcos Mariano foi preso sem inquérito, sem condenação alguma, e sem direito a nenhuma espécie de defesa. Durante o período em que esteve na prisão, ele ficou cego dos dois olhos, ao ser atingido por estilhaços de uma bomba lançada em uma rebelião, e também contraiu tuberculose. Ele foi solto em 1998.

Julgamento


As injustiças vividas por Marco Mariano foram decisivas para a determinação do STJ. “O brasileiro foi acusado de participar de diversas rebeliões, ficando inclusive mantido em um presídio de segurança máxima por mais de seis meses, sem direito a banho de sol”, segundo o STJ

Em 2006 o caso foi julgado pelo Superior Tribunal de Justiça que o considerou “o mais grave atentado à violação humana já visto na sociedade brasileira”. Foi ordenado que o Governo de Pernambuco indenizasse a vítima em R$2 milhões, valor que só começou a ser pago em 2009.

Entrevista

Meses depois de ser posto em liberdade, em 1998, o ex-detendo concedeu entrevista ao Diário de Pernambuco. Confira:

DIARIO DE PERNAMBUCO
- Como o senhor enfrentou esses 19 anos de prisão?
Marcos Mariano da Silva - Foi muito duro provar que não era culpado. Lá na prisão todo preso se diz inocente. Procurava viver a minha vida, sem me envolver em confusões para me prejudicar ainda mais. Cheguei a pensar que iria morrer no xadrez, mas apesar das crises de depressão, nunca perdi a esperança de poder ficar livre de tudo isso. Tive vontade de me matar. Precisei ser muito forte. O maior prejuízo disso tudo foi ter ficado cego. Preferia ter perdido uma perna a ter ficado sem minha visão. Hoje, além de ser um homem fichado pela polícia, estou deficiente visual e sou um inválido.

DP - O senhor pretende pedir indenização ao Estado pelos danos físicos e morais ?
MMS - Sim. No próximo dia 30 tenho uma audiência marcada com o Secretário de Justiça, o doutor Roberto Franca. Já recebei a promessa de que irei receber uma casa da Cohab e serei aposentado pelo INSS. O Governo também prometeu que eu seria submetido a exames e depois eles tentariam fazer um transplante de córnea. Espero que as autoridades cumpram com o seu dever, já que a minha parte foi feita. Passei anos trancafiado. Perdi minha juventude, vivi pelo menos a metade da minha vida atrás das grades. Às vezes, penso que não vale a pena mais viver desse jeito.

DP - Como ficou o relacionamento do senhor com a sua família?
MMS - Quando fui preso pela primeira vez, estava casado com Domenice Vicente Arruda, uma jovem gaúcha, que conheci quando trabalhava como caminhoneiro. Domenice foi criada com toda regalia, por isso procurava dar sempre o melhor para ela. Fui casado com ela durante 11 anos. Com um ano e meio de dentenção, Domenice não suportou o sofrimento, e resolveu ir morar com as crianças na casa dos meus pais, em Aracaju. Não a culpo, nem guardo mágoas. Ela agiu de forma correta. Hoje, meus filhos estão bem. A mais velha reside no Rio Grande do Sul. O segundo, na Bahia, e o caçula continua em Aracaju. Com a minha ex-mulher tenho pouco contato. Sei apenas que ela mora em Caxias do Sul, no Rio Grande do Sul.

DP - Como o senhor está sobrevivendo atualmente?
MMS - Em 1990, conheci Lúcia Vicente Rodrigues, minha segunda mulher. Quando saí do presídio, fui para Paudalho, aluguei uma casinha e morei por lá algum tempo até o meu dinheiro se acabar. Fui despejado e hoje estou vivendo de favor na casa da minha sogra, no bairro da Várzea. Como não posso trabalhar, Lúcia é quem me ajuda. Ela trabalha como empregada doméstica e faz faxinas. Espero que minha situação seja regularizada logo, porque não sei se aguentarei viver por muito tempo dessa forma. Só Deus sabe o quanto padeço.

Esta matéria tem: (18) comentários

Autor: joao batista noia
Tem que rever estas leis no nosso Pais, nesse caso quem teria que arcar com as indenizações seria primeiro os policiais, delegado, jurados, promotor de acusação, e juiz, tirando tudo que eles tem de valor para cobrir parte das indenizações pois o estado não errou que errou foi os que se diz eu sou De | Denuncie |

Autor: Ricardo gonçalves de souza
Isto mostra a forma com a nossa justiça tem o piores juizes,onde sempre são os mesmos,precisamos reciclar.Isto mostra a inefiencia da policia,dos tribunais e mais do judiciario.Condenaram um homem inocente e acham que dinheiro paga tudo! E uma vergonha isto vossas execelencia!! | Denuncie |

Autor: Eduardo Gomes
Isso mostra a qualidade tecnica que nossos Juizes e Policiais tem para condenar ou absolver alguem. Pra min isso só mancha o nome dessas duas categorias de autoridades. Hoje nao existe mais justiça, pois dela nunca receberá o que lhe foi tirado! | Denuncie |

Autor: wagner assis rosa
Essa matéria deveria ser lida por todos que defendem a pena de morte no Brasil.Aliás, ela já existe, taí o exemplo | Denuncie |

Autor: Cloves Gomes Carvalho Filho
Fácil acabar com a bandidagem no Brasil; basta a Polícia Federal cercar o congresso nacional e não deixar ninguém sair de lá. De lá, direto para a cadeia. | Denuncie |

Autor: Jose Augusto JB
A JUSTIÇA BRASILEIRA É CEGA, SURDA E MUDA, COMO PODE ELA JULGAR, PENALIZAR E ATE MESMO INCRIMINAR ALGUEM, PRECISAMOS DE UMA JUSTIÇA DE OLHOS ABERTOS, OUVIDOS LIMPOS E ESCUTANDO MAIS QUE O DEVIDO, FALANDO TODAS AS LINGUAS, DO RICO, DO POBRE, DO INUSTIÇADO, DO DESAMPARADO. VAMOS MUDAR ESSA MERDA. | Denuncie |

Autor: JOSE CARLOS VIANA
E ainda tem gente que defende a pena de morte no Brasil.....com essa justiça | Denuncie |

Autor: Geraldo Santos
Enquanto isso os Politicos Corruptos estão soltos e Ricos e abençoados por esta Justiça canalha que temos aqui neste Paisinho.Juizes aqui neste Pais acham que estão acima de Deus e qdo rola uma graninha ai ficam piores ainda.UM PAIS DE MUITOS POUCOS... | Denuncie |

Autor: Julio Cesar Faleiro Marques
Tem muito bandido solto por aí se dizendo inocente também...a diferença é que muitos deles mudam (com seus belos trajes e "diplomas") o rumo da vida de pessoas como a desse senhor. Que ele descanse em paz e livre de tanta imundície! | Denuncie |

Autor: leonardo de paula
Lamentável..... | Denuncie |

Autor: José Resende
Vivam nossos togados em seus carros pretos e aguardando para dominar um cartório qualquer. Vivam seus filhos e seus cargos sem concurso, alguns até criminosos reconhecidos. Torçam para que a matemática do bem e do mal seja só uma ilusão. | Denuncie |

Autor: Deco Lucca
QUE ISSO GENTE QUEM VAI SE IMPORTAR COM UM POBRE PERNANBUCANO...A RESPOSTA DOS MANDANDES DO BRASIL SERIA.. MAS A COPA TÁ BEM NÃO VAI FALTAR DINHEIRO... QUEREMOS É O BRASIL CAMPEÃO....PUT'S OSAMA FOI RUIM DE SERVIÇO ERROU AS TORRES. BRASIL...SIL...SIL... | Denuncie |

Autor: valmir marques
O jean Valjean brasileiro...e se tivesse pena de morte? quem a merecia é nosso sistema judiciario... | Denuncie |

Autor: Nilson Gonçalves
Esta é a justiça brasileira, quem deveria não está preso.O juiz que o condenou deveria ser preso pelo mesmo tempo, mas infelizmente a corda se rompe para o lado mais fraco. | Denuncie |

Autor: Daniel Carli Teixeira
Que absurdo, quanta incompetência desse arcaico sistema judiciário! | Denuncie |

Autor: Pedro Vilela
O juiz que o mandou para a cadeia também deveria ser penalizado, pelo menos reembolsando o estado parte do prejuízo que ele causou ou então passando uma boa temporada na cadeia. A nossa justiça está precisando de uma reciclagem, desde os legisladores até quem aplica as leis. | Denuncie |

Autor: Marcio Correa Filho
O problema não é todo criminoso dizer que é inocente, e sim saber que uma boa e gorda parcela realmente É! | Denuncie |

Autor: Frederico Estenio Pinto Dias
Esse foi recrutado por Deus,sofreu na terra dos homens injustamente,e os injustiçado so os anjos de Deus,serio esse no Brasil e uma merda! | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Envie sua história efaça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.