Publicidade

Estado de Minas

Garotinho é detido durante apresentação de seu programa de rádio


postado em 13/09/2017 17:46

O ex-governador do Rio Anthony Garotinho foi detido nesta quarta-feira durante o seu programa de rádio e posto em prisão domiciliar à espera de uma sentença de apelação, após ter sido condenado a nove anos, 11 meses e 10 dias de prisão por crimes eleitorais.

Garotinho, de 57 anos, foi detido durante a transmissão de seu programa "Fala Garotinho", da Rádio Tupi.

Após ser retirado da emissora, um locutor indicou que o político havia ficado sem voz. "Nosso Garotinho até tentou, você viu, ele até tentou fazer o programa hoje, mas a voz foi embora. A orientação médica é que ele pare de falar", explicou.

O ex-governador foi submetido a um exame médico e levado à sede da Polícia Federal para receber uma tornozeleira eletrônica a fim de evitar que pressione testemunhas.

A medida foi adotada depois que Garotinho foi condenado a cumprir a pena em regime fechado, que só será aplicada caso a sentença seja ratificada por uma corte de apelações.

Segundo o juiz eleitoral Ralph Manhães, Garotinho liderou um esquema de compra de votos durante a sua gestão na Secretaria de Governo de Campos dos Goytacazes, município situado cerca de 280 km ao norte do estado do Rio de Janeiro, entre 2015 e 2016.

Manhães também apontou que o ex-governador teria tentado obstruir as investigações ameaçando testemunhas e subornando um juiz, entre outras ações criminosas.

"Não resta qualquer dúvida da atividade plena e atual da associação criminosa comandada pelo réu, tendo praticado os crimes de corrupção eleitoral, supressão de documentos públicos (e) coação no curso do processo (...)", indica o texto.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade