Publicidade

Estado de Minas

Síria: ofensiva das forças curdo-árabes para expulsar o EI de Deir Ezzor


postado em 09/09/2017 08:01

Uma aliança de combatentes curdos e árabes, apoiada pelos Estados Unidos, iniciou neste sábado uma ofensiva para expulsar os extremistas do grupo Estado Islâmico (EI) do leste da província de Deir Ezzor, leste da Síria.

A aliança antijihadista das Forças Democráticas Sírias (FDS) já havia executado outra operação para expulsar o EI de seu reduto de Raqa (norte).

O exército sírio luta contra o grupo extremista na cidade de Deir Ezzor, capital da província.

A província de Deir Ezzor é a última na Síria ainda sob controle dos jihadistas.

A ofensiva começou a partir das áreas controladas pelas FDS no norte da província, no limite com Hasake, dominada em sua maioria por estas forças curdo-árabes.

O objetivo é "libertar" as zonas do EI no sul da província de Hasake, assim como no "leste da província de Deir Ezzor", destacou Ahmad Abu Khawla, comandante do conselho militar de Deir Ezzor, um grupo armado aliado das FDS.

"Seguir para (a província de) Deir Ezzor é inevitável", afirmou à AFP Abu Khawla.

"Iniciamos a primeira etapa, para libertar as regiões ao leste do Eufrates, na província de Deir Ezzor".

"A operação começou e avançamos vários quilômetros, graças ao apoio aéreo da coalizão internacional" antijihadista liderada pelos Estados Unidos, completou.

Ao mesmo tempo, as forças do regime sírio de Bashar al-Assad, respaldadas pela aviação russa, tentavam expulsar o EI de capital provincial, Deir Ezzor, depois de quebrar o cerco imposto pelos jihadistas em um dos dois redutos governamentais na cidade.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade