SIGA O EM

Polícia prende uma pessoa após carro atropelar pedestres em Londres

Ao menos 10 pessoas ficaram feridas, segundo a polícia. Ainda não há confirmação que o caso foi um ato de terrorista

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[{'id_foto': 1129224, 'arquivo_grande': '', 'credito': 'Reprodu\xe7\xe3o/Twitter', 'link': '', 'legenda': '', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2017/06/18/877214/20170618223439141216o.jpg', 'alinhamento': 'left', 'descricao': ''}]

postado em 18/06/2017 21:55 / atualizado em 18/06/2017 23:04

Estado de Minas

Reprodução/Twitter
A população de Londres volta a ficar preocupada e sofrer com o medo. Um veículo atropelou na madrugada de segunda-feira, no horário local, vários pedestres na Seven Sisters Road, região nordeste da cidade. Ao menos 10 pessoas ficaram feridas sendo quatro em estado grave, segundo a polícia. Uma pessoa foi presa. Ainda não há confirmação se o caso, que aconteceu próximo a uma mesquita, foi um ato de terrorista.

"Polícia foi alertada às 00H20 (23H20 GMT, 20H20 horário de Brasília) depois que um veículo colidiu com pedestres", informou a Polícia em comunicado. "Há um certo número de feridos" e "uma pessoa detida", completou a fonte. Várias viaturas de autoridades de segurança e ambulâncias estão no local para atender os feridos.

Segundo o Conselho de Muçulmanos, a organização representativa de muçulmanos britânicos, o incidente aconteceu em frente a uma mesquita. "Fomos informados de que uma caminhonete teria avançado contra fiéis quando eles deixavam a mesquita de Finsbury Park. Oremos pelas vítimas", tuitou. Em pleno período de Ramadã, os muçulmanos praticantes chegam à mesquita depois do Iftar, o final do jejum ao anoitecer. Uma oração é feita em torno de meia-noite.

Ações de terrorismo vem provocando o medo a população local. No início deste mês, uma van avançou contra pedestres no London Brige, provocando ataques de veículos e facas que mataram oito pessoas e feriram muitos outros. Três extremistas muçulmanos que realizaram o ataque foram mortos pela polícia.

No mês passado, a explosão de uma bomba deixou 22 pessoas mortas no show de Ariana Grande, em Manchester, no Reino Unido. O atentado ainda feriu outras 59. A cantora não se feriu. (Com informações da AFP)


 

 

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600