SIGA O EM

Estado Islâmico assume autoria de ataque a tiros na Champs-Élysées

Atirador matou policial e foi morto. Outros dois policiais estão gravemente feridos

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[{'id_foto': 1117960, 'arquivo_grande': '', 'credito': 'Ludovic MARIN / AFP', 'link': '', 'legenda': 'Champs-Elyse\xe9 foi fechada ap\xf3s tiroteio que deixou dois mortos ', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2017/04/20/863877/20170420212951779925e.jpg', 'alinhamento': 'center', 'descricao': ''}, {'id_foto': 1117961, 'arquivo_grande': '', 'credito': 'AFP / FRANCK FIFE ', 'link': '', 'legenda': 'Seguran\xe7a foi refor\xe7ada em Paris ap\xf3s ataque que deixou policial morto ', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2017/04/20/863877/20170420232916401526o.jpg', 'alinhamento': 'center', 'descricao': ''}, {'id_foto': 1117962, 'arquivo_grande': '', 'credito': 'AFP', 'link': '', 'legenda': 'Presidente Fran\xe7ois Hollande convocou um Conselho de Defesa para discutir ataque terrorista', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2017/04/20/863877/20170420233230651769e.jpg', 'alinhamento': 'center', 'descricao': ''}]

postado em 20/04/2017 21:14 / atualizado em 20/04/2017 23:34

Agência Brasil

Ludovic MARIN / AFP

O grupo terrorista Estado Islâmico assumiu a autoria do ataque a tiros na Avenida Champs-Élysées, em Paris, que causou nesta quinta-feira a morte de um policial e feriu outros dois. As informações são da Agência EFE.

Em um breve comunicado divulgado na internet pela agência de notícias Amaq, ligada à organização jihadista, os extremistas informaram que o autor dos disparos que mataram o policial foi "um dos combatentes do Estado Islâmico", identificado como "Abu Youssef, o belga".

O comunicado da Amaq, cuja veracidade não chegou a ser comprovada, cita uma "fonte de segurança" jihadista e não dá mais dados sobre o ataque além da localização. O atentado, que ocorreu às 21h (16h no horário de Brasília), deixou também um pedestre ferido. O tiroteio começou quando o autor parou o carro em que estava perto de uma viatura policial e abriu fogo. Posteriormente, ele foi morto por tiros de outros policiais, segundo as autoridades.

Pronunciamento


AFP


Mais cedo, o presidente da França, François Hollande, havia declarado que todas as pistas indicavam que o tiroteio teve "caráter terrorista ".

"Estamos convencidos de que as pistas que podem conduzir à investigação e que devem revelar toda a realidade são de caráter terrorista", disse o presidente em um pronunciamento à imprensa no Palácio do Eliseu, a poucos metros do local do tiroteio.

Hollande confirmou que um policial morreu e outros dois ficaram gravemente feridos, e acrescentou que um transeunte que passava pelo local também ficou ferido.

A investigação foi passada à seção antiterrorista da procuradoria de Paris, declarou o presidente, que afirmou que esta deverá determinar a natureza do incidente e se o autor contou com cúmplices.

Além disso, o presidente afirmou que convocou um Conselho de Defesa para esta sexta-feira de manhã.

AFP / FRANCK FIFE
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
 
Wantuil
Wantuil - 21 de Abril às 01:22
Sentimentos aos mortos na Europa. Por aqui, indenizações aos algozes...