SIGA O EM

Londres consideraria pagar para manter acesso ao mercado da UE

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[]

postado em 01/12/2016 12:37

AFP /Agence France-Presse

O Reino Unido consideraria pagar para manter o acesso ao mercado único europeu após o Brexit se houver essa possibilidade, afirmou um ministro nesta quinta-feira, alimentando esperanças de uma ruptura menos traumática.

O ministro responsável pela saída do bloco europeu, David Davis, foi questionado na Câmara dos Comuns sobre a possibilidade de "contribuir de alguma forma para acessar o mercado único" do bloco após deixá-lo.

Davis respondeu que o principal critério negociador é "conseguir o acesso mais amplo possível aos bens e serviços para o mercado europeu".

A libra esterlina subiu 1% - a 1,2645 dólar - após tais comentários, pela expectativa de que Londres mantenha alguns laços com seu maior parceiro comercial.

Uma porta-voz da primeira-ministra Theresa May negou que tenha havido uma mudança de estratégia e disse que "todas estas questões serão negociadas".

Mas o governo de May não deixou de insistir em querer controlar a imigração de cidadãos europeus, e os líderes comunitários respondem que as quatro liberdades de circulação - cidadãos, serviços, capitais e mercadorias - andam de mãos dadas.

As negociações devem começar quando Londres notificar oficialmente a sua vontade de deixar a UE, que, de acordo com May, acontecerá em março de 2017, no mais tardar.



Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600