SIGA O EM

Hotel de Trump em Washington ameaçado por sua chegada à Casa Branca

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[]

postado em 30/11/2016 20:46

AFP /Agence France-Presse

O Hotel Trump Internacional, que abriu recentemente as portas em Washington, poderia ser ameaçado pela eleição de Donald Trump à Casa Branca, devido a uma cláusula contratual que impede a participação financeira de "funcionários eleitos".

A Organização Trump, que conduz as atividades do grupo do bilionário tinha assinado em 2013 um contrato de 60 anos com a agência em troca do patrimônio de Washington (GSA) para transformar a antiga sede central dos correios em um hotel de luxo.

O hotel abriu suas portas em setembro antes de ser oficialmente inaugurado em outubro pelo próprio Trump, embora rapidamente tenha se transformado em ponto de manifestações de apoio ou contra o presidente eleito.

O artigo 37.19 do contrato estipula que "nenhum membro do Congresso ou funcionário eleito (...) está autorizado a ter uma ação ou participação neste contrato ou a obter benefício".

"O contrato (...) é portador de conflitos de interesse, conflitos que são intoleráveis e sem precedentes", comentaram os especialistas Steven Schooner e Daniel Gordon, da Universidade George Washington.

"Em um mundo perfeito, Trump e a GSA deveriam negociar uma ruptura amigável do contrato", afirmaram os dois especialistas, que destacaram que a probabilidade era pouco provável.

Contatado pela AFP, o GSA apenas indicou ter "a intenção de coordenar com a equipe do presidente eleito para resolver as questões relativas ao ex-edifício-sede dos Correios".

Por enquanto a Organização Trump não reagiu o assunto. Trump anunciou nesta quarta-feira que prepara seu distanciamento total de suas empresas para evitar conflitos de interesse enquanto ocupa a Casa Branca.



Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600