SIGA O EM

Canadá dá sinal verde a dois oleodutos e veta o terceiro

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[]

postado em 30/11/2016 00:07

AFP /Agence France-Presse

O governo canadense autorizou, nesta terça-feira (29), a modernização de dois oleodutos que levam petróleo da província de Alberta para a costa do Pacífico e para os Estados Unidos, com o objetivo de aumentar a capacidade de exportação.

Um terceiro projeto foi rejeitado por motivos ambientais.

O primeiro-ministro canadense, Justin Trudeau, deu sua autorização à empresa americana Kinder Morgan para triplicar a capacidade do oleoduto Trans Mountain, entre Alberta e os subúrbios de Vancouver (província Colúmbia Britânica), e quase duplicar a capacidade do trecho canadense do oleoduto "Line 3", explorado por Enbridge entre Alberta e o estado de Wisconsin (norte dos EUA).

Isso permitirá aumentar em 25% o volume exportável de petróleo de areias betuminosas, cuja capacidade atual é perto de quatro milhões de barris por dia.

Imediatamente, a oposição de esquerda (NPD) e os grupos ambientalistas acusaram Trudeau de ignorar seus compromissos assumidos ao ratificar o acordo de Paris sobre o clima há pouco mais de um mês. O Canadá promete reduzir em 80% suas emissões de gases causadores do efeito estufa até 2050, em relação a seus níveis de 2005.

"Os oleodutos são usados hoje a plena capacidade. Isso quer dizer que, se a produção aumentar de maneira significativa, nós nos veremos obrigados a encontrar outros meios de levar o petróleo (que) são menos seguros do que os oleodutos", disse Trudeau, em entrevista coletiva.

Ele se opôs, porém, ao projeto Northern Gateway, da empresa Enbridge, em nome da proteção ambiental. Esse oleoduto de 1.200 km teria atravessado o parque natural protegido de Grand Ours, no norte da Colúmbia Britânica.



Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600