SIGA O EM

Acidente em central elétrica deixa mais de 60 mortos na China

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[]

postado em 24/11/2016 07:55

AFP /Agence France-Presse

Sessenta e sete pessoas morreram nesta quinta-feira no desabamento de uma central elétrica em construção no centro da China, informou a agência estatal Xinhua.

O acidente aconteceu às 07H00 hora local (21H00 de Brasília, quarta-feira) na central de Fengcheng, província de Jiangxi, e por ora se desconhece o número exato de trabalhadores atingidos.

As imagens divulgadas pela agência mostram uma massa cinza composta pelos restos de concreto quebrado, ferros retorcidos e pedaços variados de metal. As equipes de resgate tiraram um dos mortos de meio aos escombros.

No local, estão mais de 30 caminhões de bombeiros, 212 militares, nove cães treinados e dois drones, segundo anunciaram os bombeiros.

Até o momento cinco trabalhadores foram atendidos no hospital.

A central estava sendo ampliada desde julho de 2015, com o objetivo de construir dois geradores extras de 1.000 MW cada um.

Segundo a imprensa oficial local, China Jiangxi Online, no momento do desabamento havia 68 pessoas no lugar.

As obras, que deviam ser concluídas no fim de 2017 ou início de 2018, tinham um orçamento de 1,1 bilhão de dólares, segundo dados publicados pelo governo loca.

Os acidentes de trabalho em instalações industriais são comuns na China, onde os padrões de segurança geralmente são ignorados para reduzir custos.

Em agosto, a explosão de um oleoduto em uma central de elétrica a carvão na província vizinha de Hubei deixou 21 mortos.

Pouco antes, mais de 130 pessoas foram hospitalizadas depois de um vazamento de produtos químicos em uma fábrica do leste da China.

Em abril, uma explosão de um depósito de produtos químicos e de combustível em Jiangsu desatou um incêndio que ficou ativo por 16 horas.



Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600