SIGA O EM

Pandas gêmeos de Viena são batizados de 'Fu Feng' e 'Fu Ban'

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[]

postado em 23/11/2016 19:37

AFP /Agence France-Presse

Pouco mais de três meses depois de seu nascimento, os pandas gêmeos do zoológico de Viena, concebidos naturalmente em cativeiro, foram batizados de "Fu Feng" e "Fu Ban", depois de uma consulta pública.

Os dois pequenos mamíferos não assistiram às celebrações organizadas em sua homenagem, na presença do embaixador da China e da Áustria.

Por enquanto, estão crescendo no oco de uma grande árvore do zoológico, longe dos olhares do público, e seus cuidadores seguem sua evolução por uma câmera.

Mas o local mostrou novas fotos dos dois irmãos, fêmea e macho, abraçados.

O zoo de Viena também divulga vídeos do dia a dia dos pequenos pandas no oco da árvore, imagens que apaixonam seus seguidores.

Para escolher o nome do macho, o centro organizou uma consulta através da Internet e o vencedor foi "Fu Feng" ("Companheiro Feliz"), com mais de 12.000 votos.

Já a instituição escolheu o nome da fêmea, "Fu Ban" ("Fênix Feliz"), uma ave que simboliza a imperatriz nas dinastias chinesas.

Conforme a tradição no país asiático, os bebês não foram batizados até que passassem 100 dias, já que a mortalidade entre os pandas recém-nascidos chega a 50% dos casos.

Os gêmeos pesavam 100 gramas ao nascer e hoje já estão com 5 quilos, recobertos por uma bela pelagem branca e preta.

O casal de pandas Yang Yang (a mãe) e Long Hui (o pai), ambos de 16 anos e emprestados pela China em 2003, já haviam tido três filhotes: Fu Long, em 2007; Fu Hu, em 2010; e Fu Bao, em 2013.

É a primeira vez que dão à luz a gêmeos, um acontecimento ainda mais extraordinário levando-se em conta que o zoológico austríaco não pratica inseminação artificial.

O nascimento de bebês panda atrai milhares de visitantes ao zoo de Viena, localizado no parque da antiga residência imperial de Schönbrunn e o mais antigo do mundo em atividade.

O contrato de empréstimo entre o estabelecimento e Pequim, prolongado em 2013 para mais dez anos, prevê que os pandas nascidos em Viena sejam entregues à China dois anos depois. Com essa idade, em um estado selvagem, já podem se emancipar.



Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600