SIGA O EM

Tempestade Otto mata três no Panamá; evacuações na Costa Rica e Nicarágua

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[]

postado em 22/11/2016 18:16

AFP /Agence France-Presse

A tempestade tropical Otto, que pode se converter em furacão nas próximas horas, deixou três mortos no Panamá nesta terça-feira, enquanto os governos da Costa Rica e da Nicarágua fazem planos de evacuação nas áreas litorâneas do Caribe, segundo boletins oficiais.

O diretor do Serviço Nacional de Proteção Civil do Panamá (Sinaproc), José Donderis, disse à AFP que há três vítimas fatais devido a um deslizamento e à queda de uma árvore.

O deslizamento de terra, que ocorreu em Burunga, na província de Panamá Oeste, vizinha à capital, afetou várias casas e atingiu nove pessoas, das quais duas faleceram, disse Donderis.

Além disso, um menor de idade morreu quando uma árvore caiu sobre o veículo em que estava, do lado de fora da sua escola, acrescentou.

Devido às fortes e constantes chuvas, o Centro de Operações de Emergência do Sinaproc decretou alerta, nesta terça-feira, em todo o país, pois espera-se que as precipitações atinjam o oeste e centro do Panamá.

As autoridades também suspenderam as aulas nas escolas, tanto públicas como particulares, e na Universidade do Panamá. As operações no aeroporto Marcos Gelabert da capital panamenha também estão canceladas.

Na Costa Rica, o governo ordenou a evacuação obrigatória de cerca de 4.000 pessoas no setor norte da costa do Caribe, onde se espera que ocorra o maior impacto do furacão.

"Peço ao país para manter a calma e ajudar no processo de evacuação, que começará imediatamente e com pulso firme. Não vamos permitir que se fique nas zonas de risco e que tenhamos de lamentar perdas de vidas humanas", afirmou o presidente Luis Guillermo Solís em coletiva de imprensa.

As chuvas intensas que o Otto provocou durante o fim de semana na Costa Rica geraram inundações nas regiões do Caribe e do Norte, que afetaram 1.183 casas, segundo dados da Comissão Nacional de Emergências (CNE).

As autoridades costa-riquenhas ordenaram o fechamento de centros educativos na zona eventualmente afetada e a mobilização total da Polícia e das equipes de socorro.

Na Nicarágua, as autoridades preparavam planos de evacuação em comunidades litorâneas e em duas ilhas do Caribe Sul, afirmou o diretor do Sistema Nacional de Atenção de Desastres (Sinapred), Guillermo González.

O presidente Daniel Ortega ordenou a declaração do estado de alerta na região do Caribe Sul e nos departamentos de Chontales, Boaco, Rivas, Zelaya Central e Río San Juan, que estão localizados no centro e no sul da Nicarágua.

Otto, que na segunda-feira evoluiu de depressão a tempestade tropical, se encontra 440 km ao leste da cidade de Puerto Limón, na Costa Rica, com ventos de 95 km por hora. A previsão é que se converta em furacão nas próximas horas.



Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600