Estado de Minas - Acompanhe as últimas notícias sobre Minas Gerais, economia, política, nacional, internacional, ciência e tecnologia Guri

SIGA O EM

Solstício

Espaço do Conhecimento UFMG promove observação do sol

Programação no Planetário e no Terraço Astronômico conta com equipamentos especiais para celebrar o solstício de junho

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[{'id_foto': 1048023, 'arquivo_grande': '', 'credito': "NASA's Goddard Space Flight", 'link': '', 'legenda': 'Imagem divulgada pela Nasa mostra explos\xe3o solar', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2016/06/22/775761/20160622180219312485o.jpg', 'alinhamento': 'center', 'descricao': ''}]

postado em 22/06/2016 17:54 / atualizado em 22/06/2016 18:05

Redação Guri

NASA's Goddard Space Flight
A chegada do inverno, o chamado solstício de junho, fez o Espaço do Conhecimento UFMG preparar uma programação especial para o próximo fim de semana.

Os visitantes poderão observar o sol em detalhes por meio de um telescópio especial, já que a observação direta do astro a olho nu ou com equipamentos óticos inadequados pode trazer danos irreversíveis à visão, como cegueira.

A programação inclui também sessões sobre medições do tempo no planetário. As atividades ocorrem no sábado, dia 25, e domingo, dia 26, das 13h às 17h. A observação do sol no terraço astronômico, por meio do telescópio é gratuita. As sessões do Planetário têm ingresso a R$ 6,00 a inteira e R$ 3,00 a meia.

Neste ano, o inverno para o hemisfério sul chegou nesta segunda-feira, dia 20, precisamente às 19h34, horário de Brasília.

“Os solstícios, em junho e dezembro, representam o dia do ano em que o Sol alcança sua declinação máxima em relação à linha do Equador, em função do movimento de translação da Terra. A celebração desta data é feita há séculos por muitos povos ao redor do mundo e envolve rituais pagãos e religiosos”, diz Leonardo Marques Soares, coordenador do Núcleo de Astronomia.

No hemisfério sul representa a maior noite do ano e, coincidentemente, próximo à Lua Cheia. Para a observação, será utilizado um telescópio solar. Próprio para esse tipo de atividade, o equipamento dispõe de alta resolução e blocos de filtros para proteger a visão do observador. Os visitantes poderão ver, caso ocorram, as chamadas ejeções de massa coronal, aquelas espetaculares erupções de gás ionizado a alta temperatura na superfície do astro a enviar matéria e radiações pelo universo.

Em contato com a atmosfera da Terra, podem provocar as auroras polares ou mesmo falhas em comunicações via rádio, satélite ou sistemas elétricos.

Curiosidades

A distância da Terra ao Sol é de cerca de 149,6 milhões de quilômetros.

O tempo que a luz do Sol demora para percorrer toda essa distância é de 8 minutos e 20 segundos.

Em termos de tamanho, se o Sol fosse uma bola de basquete, a Terra seria a cabeça de um alfinete.

 

Serviço

Celebração do solstício de junho

25 (sábado) e 26 (domingo)

Horário: 13h às 17h

Informações: (31) 3409-8350

Praça da Liberdade, s/n, Funionários

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600